Paz mental

E aí pessoal, tudo bem com vocês?
Sabe, como já havia dito na postagem de ontem, eu estava de ressaca, era pra eu ter ido trabalhar a tarde, mas não fui, e nisso de ficar o dia todo acomodado no vão do sofá que tem o formato do meu traseiro acabei por assistir muito jornal, e assistir muito jornal meio que afetou minha mente, me deixou paranóico e preocupado. São tantas notícias de pessoas surtando e fazendo coisas horrendas, pessoas que não suportaram os problemas, não separaram o pessoal do profissional e acabaram descontando suas raivas em quem nada tinha a ver com isso.
É de se imaginar quais sãos os problemas que tanto afetaram essas pessoas que estampam as manchetes dos jornais por surtarem e cometerem loucuras, por que problemas todos nós temos, e se pararmos para pensar, há uma grande chance de os problemas dessas pessoas serem do mesmo nível que os nossos problemas.
Fica a pergunta:
Qual o risco que corremos de a qualquer momento explodirmos? De juntarmos dívidas, problemas familiares, preocupações profissionais, problemas amorosos, tudo junto e acabarmos por estampar uma manchete dessas? Qual é o tamanho da chance que temos de chegar a um surto psicótico?
Já num artigo aqui do Blog mencionei que não discuto vários assuntos por ter um enorme zelo pela minha tranquilidade mental, mas até então isso era apenas uma filosofia minha de vida, agora já se tornou mais que isso, se tornou questão de me manter fora do Cidade Alerta e de alguma prisão por aí. Por que eu me conheço, sou calmo, pacífico e sempre tenho um sorriso no rosto e um bom humor evidente, mas em contra mão nos raros momentos em que perdi minha paciência, tive medo de mim mesmo. Então Deus me livre surtar de vez e perder minha calma com alguém.
Mas e você aí que está lendo, por acaso já perdeu sua paciência ao ponto de quase surtar?
Acho que se pararmos realmente para pensar, é mais do que indicada a minha filosofia de vida, pois o simples fato de não debater política, esportes e religião pode ser o diferencial entre eu estar aqui escrevendo esse artigo em casa, e não numa cela.

Gill Nascimento

Anúncios
Post anterior
Post seguinte
Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Penso que disputar sobre qualquer assunto é algo totalmente saudável, o problema é que nós, mesmo sabendo quando devemos parar, atravessamos a linha tênue que nos mantém no equilíbrio. Em geral não defendemos nosso ponto de vista respeitando o do outro. Defendemos o nosso querendo mudar o do outro. Então você está certo, melhor ficarmos calados. 😉

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: