Lembranças…

Certa vez meio perdido em minhas lembranças, percebi que certas coisas em minha vida hoje, depois de se tornarem passado, não fazem o mínimo sentido.
Até os meus 14/15 anos eu frequentava uma igreja evangélica, as vezes ia com ânimo e vontade própria, outras vezes ia obrigado pela minha mãe, quando completei meus 15 anos e o mundo ganhou uma nova cor, comecei me impor mais, até parar de ir, na verdade o convite para tocar em um grupo de samba na época ajudou muito, nessa mesma época muitos amigos meus que também iam para a igreja também deixaram de ir, daquela época são poucos amigos que ainda frequentam essa ou outra igreja, dos que frequentam metade voltou a frequentar recentemente.
Nesse dia em que eu me encontrava perdido nas lembranças, de tanto lembrar me bateu uma forte curiosidade, apesar de as vezes ir obrigado pela Dona Naná, minha mãe, eu não posso negar que me sentia muito bem estando lá, que realmente aquilo me trazia uma certa paz de espírito, comecei me perguntar o verdadeiro motivo pelo qual parei de frequentar a igreja, o que me surpreendeu é que eu mesmo não soube responder.
Buscando encontrar uma resposta para minha própria pergunta, resolvi perguntar a mesma coisa para os meus amigos que saíram na mesma época da igreja, o que não foi difícil, muitos moravam muito perto da minha casa, me surpreendi novamente, nenhum dos que perguntei sabia responder com firmeza e certeza por que saíram da igreja.
Puxando pela mente lá no fundo, lembro-me bem que de vez em quando, mais nos finais de semana, eu ficava com certa inveja de ver amigos saírem para as baladas e festas para se divertir enquanto eu ia para a igreja, me lembrava também que me sentia meio sem jeito quando via amigos na escola ou na rua conversando sobre certos assuntos que eu não conhecia, que eu não estava por dentro por causa da igreja, não afirmo com certeza que saí para provar os prazeres do mundo, pois não me lembro de isso ser o real motivo, o que me deixa mais curioso é não saber por que não volto a frequentar se me sentia  tão bem quando ia.
Na verdade o relato acima serve mesmo é de exemplo para outros casos da vida, pois quem nunca se arrependeu de deixar de lado alguma coisa para provar outra? Essa pergunta se encaixa em muitos ocorridos, muitos mesmos, uma troca de emprego, de escola, de namorada, de casa, e até mesmo de hábito. É certo que se arrepender é muito normal, na verdade é mais fácil se arrepender de uma decisão mal tomada do que tomar uma decisão correta, o que é complicado de entender é por que qualquer ser  humano tem tanta dificuldade de pensar duas vezes antes de decidir por algo, está certo que pior que se arrepender é ficar em cima do muro, isso faz com que os dois pássaros voem, mesmo assim sempre há tempo para pensar um pouco mais.
Outra coisa curiosa é que nunca é tarde para tomar o rumo errado nas decisões, porém quando percebemos que pegamos o caminho errado, por mais rápida que seja essa percepção, sempre é tarde demais para voltar atrás, por que será?
O certo é que o tempo passa, vamos apanhando da vida e cada vez mais amadurecendo, e tomando menos decisões erradas, mesmo assim sempre terá um engraçadinho que vai te chamar de careta quando você pensar duas vezes antes de fazer alguma coisa ou tomar alguma decisão, quando isso acontecer não esquente a cabeça, apenas lembre-se das decisões erradas que já tomou, e de como é chato o arrependimento.

Gill Nascimento

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: