O silêncio

Bem disse alguém que eu não sei quem é, que o silêncio as vezes é a melhor conversa, quem não acredita nisso um dia vai descobrir que é a mais pura verdade, todo mundo tem a chance de aprender a calar, para na verdade falar o que está preso. Confuso, não? Mas é real, complicado de se explicar, mas real. Algumas situações, a nossa voz não é necessária, e o silêncio fala muito, com um olhar por exemplo, e se nessas situações, abrimos nossa boca, acabamos por estragar o momento, que pode ser único. O ruim é que nunca sabemos quando é hora exata de calar, geralmente esse momento surge por si só, num instante de constrangimento, quando a gente se acha a pessoa mais confusa do mundo, querendo falar e as palavras não saem, nessa hora surge aquela vergonha, a gente se acha a pessoa mais idiota do mundo por ficar estático, sem palavras, quando na verdade estamos sendo completamente compreendidos.
Mas é claro que depende muito da situação, pois há momentos em que as palavras somem, e que realmente ficamos por idiotas, mas quando a situação envolve sentimento é totalmente diferente, em segundos de silêncio falamos horas de palavras. A saudade, o amor, a amizade estão diretamente ligados ao silêncio, querem exemplos?
Quem nunca perdeu a fala ao reencontrar uma pessoa muito querida a tempos não vista? E nesse momento a única coisa que conseguiu fazer foi abrir os braços para presentear com o mais sincero abraço? Nesse momento geralmente não percebemos, mas é como se falássemos para essa pessoa “você não sabe como fez falta para mim”.
Ou quem nunca viu as próprias palavras sumirem ao tentar dizer um “eu te amo”? Quando isso acontece, é como se a outra pessoa lesse em nossos lábios “você sabe que eu te amo muito né?”, e se rolar uma lágrima então, eu teria que quadruplicar esse artigo pra dizer um terço do que o silêncio poderia significar.
No meu caso, por exemplo, mais de uma vez briguei com algum amigo, e na hora de acertar as coisas e pedir desculpas, as palavras puft, como num passe de mágica desapareceram, e aí entrou o gesto mais companheiro do silêncio: O ABRAÇO! E tenho quase certeza que foi como se eu tivesse dito muitas coisas para chegar à um pedido sincero de perdão.
A verdade é que é muito louco o silêncio, explicá-lo pode ser complicado, estou provando disso agora, porém entendê-lo quando ele surge de surpresa é a coisa mais simples do mundo, e é mais do que certo que às vezes o silêncio vale mais do que mil palavras.

Gill Nascimento

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

13 Comentários

  1. Utilizo muito do silêncio na minha vida, sempre fui melhor escrevendo 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  2. Ele pode falar muito mais que palavras, em todos os sentidos eu diria. Ele carrega faces que podem te levar ao céu e ao inferno. Não obstante, ainda gosto muito dele. Na escrita, em especial, ele costuma transbordar.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  3. Provébio chinês: “Só diga algo se for mais importante que o silêncio.”

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  4. No meu caso, minha mãe me dizia:”– Você calado é um sábio”. Ah! Mamãe era um doce rsrsrs Brincadeiras à parte, eu adoro um bom silêncio, mas não um que dure demais, apenas um que me deixe colocar as ideias no lugar! Boa reflexão, meu amigo! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  5. Great post ,the world keep moving never stopss.Regards.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  6. Sou muito silenciosa mas muita gente se incomoda com isso. Ai fico pensando se sou esquisita mas ai alguém escreve sobre ele e me sinto compreendida.

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: