Arrependimento

Bem, antes de começar o artigo, quero deixar bem claro, eu estou bem, sério mesmo, eu estou legal…

É o seguinte, tem coisas que acontecem simplesmente porque elas precisam acontecer, e a gente por mais que tente, não consegue explicar, certo?
Pois aconteceu uma coisa estranha comigo um dia desses, e até agora não entendi.
Sabe quando a gente se sente sozinho no mundo, mesmo rodeado de tantas pessoas que nos apoiam, e que gostam de nós?
Eu estava em casa assistindo uns filmes, tudo muito normal, folga, sozinho curtindo o silêncio da minha casa, mas de repente bateu um desânimo em mim, pensei,”normal, trabalhei ontem a noite, estou sem dormir!”, só que não era isso, desliguei a TV, apaguei todas as luzes e tentei dormir, mas eu não consegui, eu realmente não estava com sono, pensei em ligar o computador, mas simplesmente não estava com vontade, e nesse dia tinha deixado abandonado alguns dos meus vícios, como o Twitter por exemplo, eu estava muito entediado e não sabia do que, deitei novamente na cama, tentei dormir, mas o travesseiro é um inimigo muito forte das pessoas que estão de cabeça cheia e precisando descarregar, ao invés de dormir comecei pensar, pensar em muitas coisas, muitas coisas mesmo, pergunto uma coisa para você que está lendo esse artigo…
“Você já parou pra pensar, e analisar suas prioridades?”
Não estou falando de compromissos, dívidas nem nada do gênero, porque brasileiro é assim falou em prioridades, já pensa em dívida e trabalho, mas não é disso que eu estou falando, estou falando do que realmente importa, do que realmente você gosta, mas não faz, e acaba fazendo uma falta enorme. Estou falando de realizações, estou falando de sonhos. Todo mundo tem algo que sempre quis fazer e nunca fez, porque colocou outras coisas em primeiro plano, e o pior é que isso fica remoendo por dentro, deixando as vezes um vazio muito grande, e era isso que estava acontecendo comigo.
Comecei pensar nas coisas que sempre tive vontade de fazer, que tenho capacidade de fazer, e por priorizar coisas como trabalho, ainda não fiz, tem uma música que diz: “A gente não quer só dinheiro, a gente quer dinheiro e felicidade!”, nesse dia eu entendi o real sentido dessa música.
Só que nesse dia a coisa ainda estava um pouco mais feia para o meu lado, não era só isso que estava me incomodando.
Arrependimento, palavra que pode ser imposta de uma maneira muito bonita, se arrepender de um erro e corrigi-lo é realmente uma coisa muito bonita. Mas quando já é um pouco tarde, quando as chances de consertar um erro são mínimas, o que fazer?
Nesse dia mais do que de repente, minha mente se tornou uma oficina de lembranças. Quantas coisas que eu já falei, fiz, ou deixei de fazer na vida, que deixei de me preocupar no exato momento, e acabou passando, e ficando longe, mas bem longe, com muitas poucas chances de poder voltar atrás, ontem tudo isso veio como por encanto me assombrar, para me lembrar e tirar meu sono.
Por exemplo, você já teve vontade de falar para alguém “você é muito importante para mim!”, e não falou, e agora essa pessoa não está, mas aqui ou com você, para poder ouvir você falar isso. As vezes a gente pode omitir alguma coisa pensando “não vai fazer mal a ninguém”, mas acaba machucando à nós mesmos.
Uma vez (não me lembro aonde) li a seguinte frase: “O problema de resistir a uma tentação, é que a gente nunca sabe se terá uma segunda chance!”, quantas vezes você teve a oportunidade de fazer alguma coisa que te interessou bastante, ou que você sempre sonhou em fazer, e não aproveitou? Isso já aconteceu muitas e muitas vezes comigo, olhando apenas para frente percebo que são mínimas as chances que terei de realizar certos sonhos, consertar certos erros, e isso sinceramente me incomoda muito.
Nesse dia por alguns instantes, tive vontade de jogar tudo para o alto, esquecer de tudo, trabalho, relações, estudos, e sair por aí consertando a minha vida, realizando meus desejos, fazendo tudo que deixei de fazer, falando tudo que deixei de falar, abraçando quem eu já devia ter abraçado, beijando quem eu já devia ter beijado, olhar para dentro do meu próprio coração e dizer a ele que resolvi viver de verdade, que enfim ele ia curtir o seu trabalho!
Apenas por alguns instantes!
Não fiz nada!
Tenho certeza que um dia, vou sentir novamente tudo que nesse dia senti, e que aí sim pode ser que seja tarde demais para querer consertar.
Nesse dia por alguns instantes tive esses lapsos de coragem e vontade e não segui meu coração, a única coisa que eu posso esperar, é que não demore a vir outra noite como a desse dia, e que da próxima vez eu realmente jogue tudo para o alto, e aí sim quando eu olhar para trás, vou ver meus rastros e não vou me arrepender!

Gill Nascimento

Anúncios
Deixe um comentário

5 Comentários

  1. Olá Gil! Tudo bem?
    São tantos blogs que visito pelo leitor do WordPress que não sei se já passei por aqui… Por esse motivo já estou seguindo pois curti bastante seu espaço.
    Muito bacana… Visual clean e conteúdo interessante.
    Tenho um blog também, quando puder fazer uma visitinha ficarei mega contente e honrado, vou deixar o link abaixo!
    Bom, continue assim. Sucesso e boas postagens! 😉
    Ótima semana!

    My house: http://www.andrehotter.com

    hUg!
    #SpreadTheLove

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  2. E o problema de resistir a uma segunda chance é que a gente nunca sabe se ela será uma tentação.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: