A Força da Fé

image

O impossível se torna possível quando a determinação em superar os obstáculos é mais forte que o desânimo causado pelos tropeços.
Dentro de cada um de nós existe uma força e uma fé que desconhecemos, dar liberdade a esta força e a esta fé é uma dura missão, pois geralmente elas estão presas em nossos próprios receios, quando libertadas, nos transformam de uma maneira surpreendente.
Os receios surgem no momento em que a nossa inocência de criança se vai, a nossa força e a nossa fé já nascem conosco e se desenvolvem conforme às exercitamos. Quem nunca notou o quão é grande a fé, esperança e força de vontade de uma criança? Geralmente as crianças seguem os exemplos dos adultos, mas na maioria das vezes essa situação poderia se inverter.
Na verdade existem muitos outros fatores que colaboram para abalar a nossa fé e força. As correntes que entrelaçam a nossa determinação em prosseguir, são enormes, e têm vários elos, cada parte dessa corrente pode ser nomeada com um desses fatores que se entre-põe entre o nosso “eu” e o próximo passo a ser dado.
As vezes caminhamos, avistamos nosso propósito, mas sentimos que é inalcançável, como se a estrada da vida desaparecesse abaixo de nossos pés, e não conseguimos enxergar uma alternativa porque o mundo a nossa volta escurece, surge uma mínima força que nos move para frente, mas para lugar nenhum, pois aquela luz no fim do túnel insiste em não surgir. São épocas de nossas vidas que exigem um enorme esforço de nossa parte para que consigamos esquece-las.
Tristezas, receios, desânimos, obstáculos, decepções, desilusões, angustias, temores, entre outras sensações, contribuem com os altos e baixos de nossa fé e força, saber se sobressair não é fácil, mas mais difícil é ficar esperando por melhoras, tendo que suportar as dores causadas.
Assim como a felicidade (dita no famoso ditado popular), a nossa fé e força, pode sim ser encontradas nas pequenas coisas, onde nunca nem imaginaríamos. Se você está abatido pela luta diária, andando cabisbaixo, e avista uma pessoa com muito mais problemas que o seu, com um sincero sorriso de alegria no rosto, isso pode ser o incentivo que você estava procurando, o erguer da sua cabeça, a revitalização das suas forças, e o fortalecer da sua fé. Se a tristeza está contagiando as pessoas a sua volta, de repente surge aquela pessoa querida com o olhar amigo certo, com as palavras de consolo certas, com o aconchegante ombro certo, isso pode ser tudo que você estava precisando para se reencontrar.
A sabedoria chinesa milenar diz, que as vezes nós não nos preocupamos com nós mesmos, por isso não conseguimos nos sobrepor aos problemas, mas quando sabemos que os nossos problemas , as nossas tristezas, estão afetando as pessoas que realmente se importam com a gente, isso faz com que deixamos de não nos preocuparmos com nada, inclusive nós mesmos, e passamos a nos preocupar com a aflição de nossos entes queridos, causadas por nossa aflição, e assim procuramos sair do buraco em que se encontra a nossa existência.
Concordando plenamente com esta tese da sabedoria chinesa, posso concluir que, por mais triste que seja o nosso existir, por mais contagiante que seja a nossa tristeza, sempre haverá pessoas que se importarão sinceramente conosco, que sofrerão o nosso sofrer, que estarão prontas a nos levantar quando tropeçarmos e cairmos nos obstáculos da vida. E que se por nós mesmos, não conseguimos nos esquivar das dores, nos sobressairmos à tristeza, e superar enfim a falta de ânimo, fé e força, façamos então por essas pessoas, que nos supervalorizam, e não merecem sofrer porque somos fracos e incrédulos.

Gill Nascimento

Anúncios
Post anterior
Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: