Um cara problemático…

Um dia desses escrevi aqui sobre o meu problema com um Vício Maldito e isso me fez um bem danado, desabafar em um artigo pode ser muito revigorante. Me apoiando nesse fato, reuni coragem para repetir tal feito e desabafar novamente.
Desde que me conheço por gente que me sinto diferente das outras pessoas, não sei ao certo se o que tenho é um problema ou não, mas como a maioria das pessoas que conheço é exatamente o oposto de mim, não consigo não sentir vergonha disso.
Sem mais embromação. Meu problema é que eu sempre respondo o que me perguntam, não importa o que seja, eu respondo, e sim, tenho muita vergonha disso, e que bom que esse é um artigo num Blog e não uma reunião de apoio entre pessoas com problemas, porque assim vocês não podem ver a expressão em meu rosto ao estar aqui expondo isso.
Eu sei que vocês estão pensando: “Que papo de louco é esse? Perguntas são feitas para serem respondidas mesmo”; mas acontece que eu sempre respondo as perguntas com a verdade, sem omitir nada, e se você ainda mantém o pensamento que isso não é nada demais, nos parágrafos a seguir, te mostrarei aonde está o problema.
Ontem mesmo, ao almoçar num restaurante na zona Oeste da cidade de São Paulo, após fazer o pedido e ser servido, enquanto uma colega é eu comíamos, o gerente veio perguntar se estava tudo ao nosso gosto, e eu não pude me conter, respondi: “A comida está maravilhosa, a carne está exatamente no ponto que eu pedi, o tempero está divino, está tudo ótimo, mas o valor que eu vou ter que pagar realmente não me agrada nada, se isso pudesse ser melhorado eu agradeceria muito”.
Mas esse exemplo foi simplório demais para o tamanho do meu problema, qualquer pessoa seria capaz de responder dessa maneira.
Outra vez eu estava no trabalho e meu patrão passou, me deu bom dia e perguntou se estava tudo bem comigo, foi a última vez que ele me perguntou algo, pois respondi: “Olha chefe, no que refere à saúde eu estou bem, mas o resto está complicado. Briguei com minha namorada, estou com algumas dívidas atrasadas, minha mãe está com raiva de mim porque faz tempo que não à visito, minha ex mulher mandou uma mensagem dizendo que precisa conversar sério comigo e eu não sei sobre o que é, e esse sorriso é só pra não contagiar os meus colegas com toda essa zica.”
Até hoje ainda não vi uma cara de alívio maior do que a que o meu patrão fez, após eu parar de falar.
Se vocês já estão começando a admitir, assim como eu já fiz, que realmente tenho um problema, então devem estar se perguntando se já me meti em encrencas por causa disso. A resposta é sim, já, e perdi a conta de quantas vezes.
A última vez foi num dia (o qual até hoje me arrependo amargamente de ter saído da cama) em que minha namorada estava de TPM, ela saiu do quarto com uma calça na mão (calça aliás que eu tinha dado de presente), me dizendo que a calça estava apertada nela e me perguntando o que eu achava que poderia ter acontecido. Simplesmente respondi: “Olha amor, eu poderia dizer que foi a calça que encolheu, mas ela é feita de tecido sintético, e tecido sintético não encolhe. Logo concluímos que você deve ter engordado um pouquinho.”.
A raiva que ela sentiu foi tanta, mas tanta, que ela dormiu com essa calça nos 2 meses que se seguiram. Quer problema maior que esse para um homem?
Mas pode ser que alguns de vocês ainda estejam achando que isso não é um problema, ou que ao menos não é um problema tão grande assim, o problema é que não existem exceções, eu respondo qualquer pergunta que me façam.
Imaginem como pode ser frustrante pra um homem com um problema como esse, se uma mulher extremamente linda e sensual que ele está admirando, ao perceber seu olhar, resolver perguntar o que ele está pensando.
E devo dizer que esse problema não se limita ao “face à face”, ele também nos atinge no mundo virtual. Citando isso, imagina como seria para uma mulher ter esse problema, e ter que comentar fotos das amigas nas redes socias. Eu evito esse tipo de coisa, porque eu até posso mentir e comentar “tá linda”, mas vai que ela está online e pergunta “acha mesmo?”.
Imagina como seria ter esse problema e ser parado numa blitz por um policial que adora fazer perguntas capciosas. Prisão na certa, dependendo das perguntas.
Se você aí parar pra pensar em todas as vezes que se viu obrigado a mentir ou omitir, quando alguém te fez uma pergunta, aposto que vai notar o tamanho do problema que eu tenho.
E se tiverem alguma pergunta pra fazer nos comentários, pensem duas vezes antes.

Abraços

Gill Nascimento

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

12 Comentários

  1. se eu fosse assim teria muito mais problemas, penso muita besteira sobre as pessoas.As vezes fico calada aí vem alguem e pergunta o porque, eu simplismente respondo que estou calada porque se eu falasse o que estava pensando, muitas pessoas não olhariam mais na minha cara, ou pensariam que sou louca.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  2. Vejo aqui um cara que pensa muito e é extrovertido, nada problemático. A diferença, é que tem pessoas que pensam e são mais tímidas ou mais objetivas, como eu…rs.. No restaurante por exemplo falaria: Está tudo bem, só o valor que poderia ser menor ou, só está tudo bem, por não ter coragem de me expor tanto, mas, por ser um pouco tímida.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  3. Muito bom e divertido. Beijo

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  4. Muito obrigado, Gil, pelas visitas.

    Bom, estar sob a pecha de “problemático/a” é algo de fato pesado, um fardo de meter medo aos mais destemidos. Mas o verbo existir só existe porque comporta tantos ângulos diferentes, tantas visões de mundo quantas são as pessoas.

    Boa postagem.

    Um abraço.
    Darlan

    Curtir

    Responder
  5. Tive que vir aqui ler isso novamente, pra não me sentir sozinha nessa, hahaha sim, já me disseram que preciso ser um pouco menos sincera com as pessoas, mas sabe, talvez isso não venha a ser um “defeito” exatamente, porque assim, há quem goste de sinceridade, mas também aqueles que se ofendem, mas eu prefiro ouvir a verdade com sinceridade, melhor do que mentir né? Hahahah!
    Seu texto me inspirou bastante, meu próximo post será sobre meu maior defeito! Gosto muito de seus textos, sempre estou passando por aqui dando uma olhadinha se tem post novo 😉 Beijos :*

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  6. Assistiu aquele filme do cara que não podia mentir?! (Jim Carrey) Lembrei daquilo tudo! Cuidado aí!!!kkkk

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  7. Hahahahahahaha sem problemas em ser sincero demais, mas NUNCA diga a uma mulher que ela ganhou peso… Nem que ela ganhe 100 kg! Sua saúde física e mental agradecem. ☺️

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: