Domingo de um marido…

Dedico esse texto a minha amiga Deise, que foi uma das primeiras a lê-lo, e que deve ser bem esse tipo de esposa chata! (risos)

image

Bem dizia meu avô com todo seu sotaque carregado de nordestino: “Meu ‘fi’ casar não é coisa de gente não, nunca caia nessa besteira!”; e ele estava certo, ao menos em certo ponto, pois nunca vi um homem falar que é feliz no casamento (e é homem mesmo, estou falando assim porque mulheres não reclamam com homens do seu casamento, a não ser que esse seja seu marido, rs), é como disse um bêbado um dia desses num desses barzinhos desse mundão imenso: “Esposa é aquela pessoa amiga e companheira, que está sempre ali, ao seu lado, para ajudá-lo a resolver os grandes problemas que você não teria se fosse solteiro!”.
Vocês não devem estar entendendo onde estou querendo chegar não é mesmo? Não tem problema não, na verdade nem eu mesmo sei onde quero chegar! Acho que sou apenas mais um daqueles que entraram numa fria na hora em que o padre perguntou: ‘Aceita?’, e que no calor do momento respondeu: ‘Sim’. Mas a vida é assim mesmo.
Quem aqui (homens), não teve na sua juventude uma turma de amigos mais ou menos da mesma idade que a sua, e foi vendo aos poucos com o passar do tempo os elos da corrente dessa turma serem quebrados graças aos laços do matrimônio de algum dos membros da mesma? Eu mesmo passei por isso, foi muito triste com o tempo, ver o número da galera que saía junta para bagunçar ir diminuindo aos poucos, de um em um.
Mas o pior de tudo mesmo é, ver esses mesmos que se distanciam por causa de um barco furado mais famoso que o Titanic chamado ‘casamento’, querendo levar seus amigos antigos, que tanto fizeram um pelo outro, para o fundo do mar também (ou será do poço?). Os bares da vida como já disse, muito ensinam, gostaria de saber quem foi o bêbado que chorando as mágoas da vida disse: “Casamento é como piscina gelada, ninguém quer pular, mas o primeiro besta que pula sempre quer que os outros pulem também!”, esse homem foi um filosofo de primeira categoria nesse momento e nem percebeu, poderia ter registrado essa frase, não fez perdeu dinheiro.
E as mulheres dizem que sofrem, só porque o marido toma sua cervejinha após o trabalho, mas se o casamento fosse como os contos de fadas dizem, não haveria necessidade de existir bebida alcóolica.
Final de semana chega, enfim o coitado do marido que trabalha a semana toda mais de oito horas por dia está de folga, não pode sair com os amigos para ver o futebol de várzea porque por incrível que pareça, a mulher sente ciúmes desses amigos (é por isso que quando ele tem liberação da patroa pra sair com os amigos ele acaba indo para o ‘Cabaré’ só de raiva), aí ele fica em casa assistindo ao seu time na televisão, não pode nem pedir para a mulher pegar uma cervejinha na geladeira que logo vem à patada: “Por acaso você está me vendo com cara de empregada? Você que não levanta esse seu rabo imundo do sofá e vá pegar não pra ver se vai ter algo na mão aqui, seu vagabundo!”; aí no melhor do futebol, quando seu time praticamente não sai do ataque, a mulher resolve ir à feira, e ele tem que ir junto, o pedido de companhia é sutil: “Vamos logo seu imprestável, ou você acha que vou carregar um monte de sacolas pesadas? Se você não for quero só ver o que vai levar na marmita durante a semana, eu não me importo, se você não for compro apenas o que me cabe, você que se vire!”.
Aí pegou pesado, a única coisa que ela faz direito é cozinhar, então melhor colaborar não é mesmo?
Aí ele descobre que não precisa fazer academia, apenas precisa ir à feira com a mulher uma vez por semana que está tudo resolvido. Chega em casa quebrado, com sede, com raiva por ter perdido a vitória do seu time, e com muita fome, pois andou com um monte de sacolas pesadas durante horas. A feira para a mulher era como um Shopping Center, ela parava em todas as barracas, apalpava todas as frutas e legumes e brigava com todos os feirantes.
No final das contas seu almoço foi um pastel de ar com gosto de poluição e um caldo de cana sem gosto com limão sem caldo.
O jantar até que saiu cedo, umas 10 horas da noite, ele janta descansa e sem pique vai dormir logo em seguida, e antes mesmo de tentar alguma coisa a mulher já deixa bem claro: “Ai amor, estou com uma dor de cabeça!”. Por que nessa hora é “amor”? Podia ao menos esperar a investida do marido, ele precisava sentir que ainda era homem ao menos pra isso.
Mas enfim, casamento é assim mesmo, num dia é um mar de rosas, no outro um oceano de espinhos.
Lembro que quando escrevi esse texto eu ainda era casado, estava na mesa de um bar tomando coragem ‘engarrafada’ pra ir embora, e o dono do bar já estava quase me expulsando.

Gill Nascimento

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

15 Comentários

  1. Deise

     /  2 de agosto de 2015

    Maldade essa homenagem hein… rsrsr
    Tem duas coisas erradas aí. Primeiro quem faz as compras do mercado aqui em casa é o marido e se quero sair e ele não, deixo ele vendo o futebol na boa e saio sem ele. Ah.. e a terceira é q ele não bebe, então não preciso levar cerveja pra ele kkkkkkkk

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  2. Puxa espero realmente que casamento não seja isso…ate o momento não me casei e espero q não seja tudo isso …Cade o romantismo ? o respeito e a harmonia? Acho q sou de um outro mundo…. 😦

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  3. Hahahha não concordo nem um pouco com seu post! Não vou citar tudo que descordo hahaha mãs os que mais me chamou atenção:

    O homem trabalha a semana toda e no final de semana nao pode pedir para a mulher pegar uma gelada..
    Ora pois, e a mulher que trabalha a semana toda mais de 8 horas por dia?! Que ainda cuida da casa, do filho, da aparência? Que tem que se depilar, fazer escova e estar sempre com um sorriso no rosto no trabalho mesmo quando tá cansada?!
    E a mulher que vai ao mercado,vai a feira e faz o almoço, que também quer descansar no final de semana, quer ficar deitada, assistir filme e comer pipoca?!

    O casamento só não da certo para aqueles que são egoístas.

    Estar casado é dividir as tarefas, os deveres, os problemas e as alegrias.

    Entre muitas outras coisas que gostaria de falar, esse é apenas um começo xD hahaha

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  4. Casamento é bom pra quem já viveu bastante! Se me perguntar, tenho que ser sincero… não faça isso! Mas, ainda assim… um homem só, é apenas um hoem só! :p

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  5. Paloma Silva

     /  3 de agosto de 2015

    HAHAHAHAHAHA vida de casado é engraçada !

    O texto ficou muito bom! Kkk

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  6. Texto bem interessante ,mas toda regra tem sua exceção !

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  7. Adoreeeei! kkk
    Por isso que to solteira! kkkkk

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: