Um universo paralelo chamado Facebook.

image

E aí pessoal, como estão vocês?
Hoje acordei determinado a chutar o pau da barraca e me afastar do Facebook, ao menos da parte recreativa. Vou usá-lo apenas para divulgação, e olhe lá.
Se vocês pararem pra pensar, só não dá pra fazer filho pelo Facebook (ainda bem), eu conheço quem use o Facebook como ferramenta de trabalho e nada mais, e ganha bem dessa maneira. Se você quiser ir ao banco, entra no Facebook, se quiser pedir o almoço, pelo Facebook dá, se tiver malhando basta entrar no Facebook pelo celular, quer assistir a novela ou saber as novidades, basta acompanhar pelo maldito Facebook.
O Facebook é uma vida melhor que o The Sims, pois é real apesar de toda a virtualidade.
Imagino que a qualquer momento surjam pessoas que se denominem profetas, afirmando que o Facebook é a besta mencionada na Bíblia, no livro de Apocalipse. Podem até não chegar a tanto, mas a qualquer momento pode surgir um louco preocupado com o futuro da humanidade, aconselhando todos nós a ficarmos off-line e irmos transar, porque se depender dos viciados nas Redes, ninguém mais vai procriar nesse mundo.
(Calma aí, eu mesmo já fiz isso, será que sou o profeta?)
Vai chegar um determinado momento que, será mais fácil ver um eunuco transando do que qualquer outra pessoa numa boa sacanagem.
Todos os dias me chegam cerca de 10 convites pra eventos de diferentes tipos pelo Facebook, mas porque nunca chegou um convite para uma orgia? E olha que me adicionaram (contra a minha vontade) num Grupo chamado “Prazer e Sexo sem Pudor”, não me desliguei do Grupo só por curiosidade e pra ficar acompanhando as besteiras postadas, mas os perfis adicionados que eram de adultos, simplesmente abandonaram o Grupo, só sobrou eu, que não participo em nada, os que estão sempre postando algo possuem feições de quem mal entrou na puberdade, são possivelmente adolescentes punheteiros que resolveram deixar o Facebook mais interessante, mas ainda não ajudam em nada na evolução da nossa espécie.
E dos jogos eu nem falo nada, jogos infantis que acho incrível alguém viciar, mas ainda assim tem um monte de marmanjo viciado que me manda dezenas de solicitações por dia.
Jogos, na idade dessa mesma galera que me mandam as solicitações, deveriam ser no estilo strip-poker, e na vida real, não pela internet (bom avisar isso, senão o povo resolve jogar, mas via webcam).
E as postagens, são a parte mais decepcionante em tudo isso, fico imaginando se, essas pessoas agissem na rua, no dia a dia, como agem na Linha do tempo.
Você está lá, andando, numa boa, de repente encontra um amigo (um conhecido, um colega), aí pára alguns minutos para conversar com ele sobre assuntos variados e depois continua seu trajeto, aí encontra outro amigo (a) e pára novamente pra conversar, aí você é obrigado a ouvir tudo que a pessoa anterior havia dito, novamente. Porque originalidade seria zero.
E as fotos. Na vida real se a imagem pessoal de cada pessoa fosse o equivalente as fotos do Facebook, com certeza a profissão mais promissora seria de maquiadora e cirurgião plástico, mas ainda assim não consigo imaginar de onde tirariam tantas parafernálias para maquiar o povo e nem de onde tirariam tanto silicone, botox, e onde colocariam as gorduras tiradas.
Sem mencionar os espelhos, se tem um povo que gosta de espelho, esse povo é o do Facebook. A pessoa tá  super atrasada para um compromisso mega importante, está praticamente correndo, mas aí no caminho eis que surge um espelho, o que ela faz? Pára tudo pra tirar uma foto e postar no Facebook, e ainda manda o link por inbox pra todos os amigos pedindo pra eles curtirem.
E eu que pensei que não poderia piorar quando presenciei a mania feminina nacional de fazer bico e postar no falecido Orkut.
Agora de tudo, o pior mesmo, é o fato que o Facebook é uma rede familiar, todo mundo tem essa merda, você mal cria uma conta e do nada surgem várias solicitações de amizade de parentes, aí você aceita, e eles começam a mandar a solicitação de parentesco. Não basta adicionar, tem que divulgar que é da família também?
Se depender do Facebook, empresas que fabricam os porta-retratos irão falir. Porque sinceramente, pra que você vai colocar uma foto de um parente num porta-retrato na sua casa se, você vai ver a cara do maldito no chat de bate-papo do Facebook?
Sem contar também os pais, muitos usam o Facebook pra se comunicar com os filhos, e possivelmente seja uma maneira muito eficaz, mais do que no cara a cara.
Você fica disponível no bate-papo e já abre uma janelinha com a mensagem da sua mãe: “Vai jantar que já passou da hora! Vê se sai desse computador!”.
Também tem as brigas, eu entro naquele inferno, acompanho o feed, e em segundos presencio alguma discussão, ou alguém se alfinetando via postagens ou comentários. É periguete querendo roubar algum namorado alheio que esteja dando sopa, são caras passando vergonha e fazendo cena de ciúmes por causa dos comentários feitos naquela foto quase pelada que a namorada postou, são pessoas postando indiretas, postando fofocas, postando mentiras…
O que falta pra ser uma vida real?
Como eu disse no começo, só falta dar para fazer filho por lá, se arrumarem um jeitinho pra isso, vai ferrar tudo de vez.

_

Gill Nascimento

Anúncios
Deixe um comentário

31 Comentários

  1. Nelson Branco

     /  22 de outubro de 2015

    Apesar de gostar de dar a minha “voltinha” pelo Facebook e pelo Instagram continuo a acreditar que a melhor rede social é um uma conversa à volta de uma mesa com belos petiscos pelo meio.

    Curtido por 3 pessoas

    Responder
  2. Robson Luz

     /  22 de outubro de 2015

    Excluiu esse post? Ia curtir e não consegui.. 😦 É a mais pura verdade o que você escreveu.

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  3. Louise Carneiro

     /  24 de outubro de 2015

    Eu estou rindo alto aqui kkkk, geralmente temos essas conversas em casa e nos divertimos com o feed show das aberrações que o facebook criou. Eu sinceramente acho que as pessoas confundem o conceito de redes sociais, como aquele cara que sempre que vai numa festa da empresa e dá vexame, pq acha que como é uma ocasião “social” e não profissional, tudo será perdoado. Enfim, inclusão digital sem preparo da consciência e da postura ser adotada nela, dá nisso. Adorei o post! Bjs

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  4. Olha eu aqui! Agora posso curtir. Sim, concordo com você e a cada dia vejo mais relatos de pessoas falando o mesmo. Me afasto, principalmente em época de eleição, evita perda de amigos e até família. Vi uma crítica em que diziam que, esse uso indiscriminado do FB e postagens sem o menor conteúdo, são pelo simples motivo de que as pessoas por não terem mais nada a dizer, falam compulsivamente coisas que não interessam a ninguém. Não sou completamente contra, mas não preciso dizer e nem saber se alguém acordou ou não naquele dia. As fotos são um caso a parte, milhões de fotos que ninguém vê.¬¬ Gosto apenas para reencontrar velhos amigos e fazer contatos, suficiente. Apesar de achar algumas pessoas novas que tenho, muito mais interessantes que muitos antigos, esses eu curto muito. Sim, é bom pra ganhar dinheiro, se souber trabalhar. Ufa! Falaria horas aqui. rs Foi um desabafo e tanto!!! Gostei 🙂

    Curtido por 3 pessoas

    Responder
    • Os famosos textões, as pessoas, não sei porquê, acham que o que eles falam pessoalmente e causam discussões e intrigas, no Facebook não terá efeito, quando é ainda pior, pois mais pessoas verão, então soltam o verbo, deixo de seguir religiosos e políticos fanáticos com muita frequência, para não ver eles no meu feed…
      E essa necessidade de ter sempre algo pra postar, mesmo que seja alho muito irrelevante, eu nunca irei entender. Pra mim é vício kkkkkkk
      Tenha um lindo do mundo!

      Curtido por 1 pessoa

      Responder
  5. Hahahaha…pertinente Gil! E a vergonha que a gente se submete com aquele parente que expõe a vida no facebook? Os amigos próximos dizem: ” só podia ser sua prima”…Que dureza. Há tempos eu só faço uso para divulgar o meu trabalho, mas , não tem como escapar de tanta bizarrice!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
    • kkkkkkk eu tenho um tio que sempre que eu posto fotos de festas e bares com amigos, ele fica falando de Deus nos comentários kkkkkkk marcações eu desfaço na mesma hora quando vem da família, porque é só vexame mesmo kkkkkkkk

      Curtido por 1 pessoa

      Responder
  6. Concordo com você, a vida está girando em torno do Facebook. E posso dizer que eu mesma faço isso, na sala de espera, no aeroporto, almoçando, etc… Lá estou eu dando uma olhada no feed de notícias. Confesso que penso em mudar isso, e te digo obrigada por ter me lembrado que preciso me afastar desse mundo “facebookiano” Rs bjs!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  7. Na época de eleição eu entro na minha página e fico nela até terminar a eleição. Eu tinha uma amiga minha da faculdade que o que me incomodava não era ela. O macho dela toda fez que postava uma foto marcava ela. Quando eu pensava que não dava só o pé de pano na minha frente. Pessoal que gosta de tirar foto no espelho eu não tenho nada contra. Fica só o meu pedido: LIMPE O ESPELHO! Meus parentes até que são comportadinhos e não fazem muita bobagem. Grupos eu sofro mais do whatsapp. Posso é sair mas sempre tem uma praga pra me colocar de novo.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  8. você tem toda razão, é a mais pura verdade, te todo apoio, siga emfrente.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  9. Não dá! Eu mesma não aguento mais. Fico lá porque parece que eles conseguiram, cara, eles conseguiram fazer a gente acreditar que não vai dar pra se comunicar ou saber da vida de pessoas queridas sem essa merda. Eu vivo com vontade de excluir mas penso: E os grupos de cursos e faculdades? Vou ter que caçar informação ao invés de ter de bandeja ali? É, preguiça e se acomodar são as coisas que acabaram me vencendo, mas acompanhar todo dia isso e ver que nada muda, e se muda é pra pior, é desanimador mesmo. E ainda acho que antes de ter internet eu não era tão depressiva assim, porque nunca houve tanto lugar pra gente se achar um merda ao mesmo tempo. Tsc. Enfim, ótimo texto IFHSDIFOHDSOFHDS desabafei aqui.

    Um beijo!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  10. Legal li alguns e posso dizer de carteirinha ou quem sabe de poltrona mesmo, tudo te um tempo, eu por sinal comecei em uma comunidade chamada na época 1ºgrau, depois foi a vez do Gazzag (Octopop) enquanto aguardava convite, imagine para poder entrar na tão badalada novidade Orkut, rsss. Nesse ínterim, foram Netlog, Sonico, MSNGrupos, YahooGrupos, e tantos outros que apareceram e morreram ou matei. O último foi de fato o Facebook. Hoje ainda tento ficar longe de muitos espaços mesmo recebendo convites, mas tenho além do WordPress o Youtube, o Flickr, Soundcloud e o Tsu que são apenas para músicas e imagens. Acho que muitas pessoas perdem o foco e confundem um local para postar para amigos uma viagem ou coisa parecida para usar como tanque ou ainda vigiar a vida alheia, rss. Eu lá deixei amigos, mas não me arrependo de ter saído e não voltado mais. 😉

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  1. 504812345678950458 | Biólogo31 www.wwf.org.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: