É culpa da imaginação

image

E aí pessoal, como vocês estão?
Eu estava aqui pensando em como as coisas são, de como notícias se fazem, fofocas se formam e boatos surgem, e cheguei a conclusão que, na maioria das vezes, a culpa é da nossa imaginação, claro que pra se espalharem é necessário uma língua solta, mas geralmente quem tem a língua não tem a imaginação.
Geralmente quem têm a língua solta e espalha as histórias, são aquelas primeiras pessoas que ficam sabendo de um fato, que alguém contou, já pedindo pra elas guardarem segredo.
Não é curioso como essas pessoas, que geralmente começam uma fofoca, possuem rostos que fazem qualquer um confiar à elas um segredo?
Mas a verdade é que fofocas e boatos começam com a imaginação de algumas pessoas. Elas recebem uma história contada de maneira correta, entendem palavra por palavra, mas em suas mentes elas fantasiam verdadeiras produções hollywoodianas.
Lembro uma vez que liguei pra Produtora onde trabalho pra avisar que não iria trabalhar, pois estava doente. A recepcionista, uma senhora já com seus 50 anos que adora detalhes, adora muito, nenhuma informação é demais para ela. Tive que explicar até meus sintomas.
Eu estava com uma inflamação em um dos ouvidos devido o uso constante de fones, mas ela imaginou que eu ficaria surdo e até hoje ainda não entendi o porquê, fui tão claro ao explicar o que estava ocorrendo.
Nesse caso a recepcionista foi a pessoa de imaginação fértil, e uma secretaria pra quem ela contou foi a pessoa de língua solta.
Resultado, todos no trabalho acharam que eu estava prestes a ficar surdo de um ouvido.
Enquanto isso liguei pra minha mãe pra avisar que estava em casa, também expliquei o que estava havendo e como me sentia, e disse inclusive o que o médico falou, e suas recomendações. Mas sabe como são as mães né? Nunca estamos doentes o suficiente. No caso da minha mãe, por eu ter reclamado algumas vezes anteriormente da carga de serviço que vinha tendo, pra ela eu estava com frescura, só pra conseguir uns dias de folga.
Minha mãe foi a pessoa com imaginação, minha tia que foi a disseminadora da fofoca.
Resultado, um monte de parentes imaginando que eu estava com frescura e fingindo, só pra não ter que ir trabalhar.
Depois liguei na casa da minha ex e falei com minha filha sobre a dor de ouvido. Minha filha já imaginou que eu estava morrendo, nas últimas mesmo, que já tinha um padre do lado da minha cama me dando a extrema unção.
É perdoável uma criança de 6 anos ter a imaginação fértil, pensar isso e se preocupar com o pai, a língua solta foi da mãe dela que acreditou.
Resultado, toda a família da minha ex ficou achando que eu estava dando meus últimos suspiros.
De certa forma, quase que é aquela brincadeira de criança chamada “Telefone sem fio”, de primeira a informação é dada corretamente, nossas mentes, que adoram fantasiar, que transformam a informação. E o rostinho de anjo daquelas pessoas que adoram compartilhar novidades, que fazem a informação, misturada com imaginação, se espalhar.
E eu sei que já aconteceu com você algo parecido, comigo também já aconteceu, de uma pessoa contar sobre algo e você ficar imaginando a maneira como esse algo se desenrolou, de como as coisas aconteceram, e no final acabou contando o que ouviu, com toques do que imaginou, meio que até sem perceber.
Mas cá entre nós, se não fosse assim seria tão monótona a vida não é mesmo?
Eu não queria viver em um mundo onde eu não pudesse chamar algumas tias e vizinhas de fofoqueiras, onde não existisse aquela expressão de queixo caído quando uma história “aumentada” fosse contada.

_

Gill Nascimento

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

20 Comentários

  1. Bom dia, Gill!
    Muito boa sua reflexão. Talvez essa seja a forma mais frequente mesmo de um boato se espalhar…
    Mas acho que há aqueles raros casos (felizmente) de histórias que são criadas ou aumentadas ou propagadas por pura maldade.
    Um lindo dia!

    Curtido por 3 pessoas

    Responder
  2. É verdade Gil, é sempre assim e como espalha rápido, minha nossa! Beijinhos e um bom dia!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  3. Amigo Gil, quem conta um conto aumenta um ponto… Nossas bisavós já diziam isso.
    Por favor, não deixe de escrever, hein?rs
    Um abraço do seu amigo Alex.

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  4. Meu deus! Até surdo tu ficou hahahahhaha

    Aqui onde eu trabalho fofoca é tipo o café da manhã.. A copa fica pequena quando as recepcionistas se juntam pra lanchar…

    ZZzzzzZz

    Mas, a questão as vezes não é nem a imaginação: é a “filha da putagem” mesmo hahah 😀

    Beijo e boa quinta!

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  5. Na verdade sou a chata esquecida. rsrs Não repasso o que ouço, muito raramente. O problema é que (caso tenha prestado atenção enquanto falavam) me esqueço na sequência. Se não for muito importante pra mim, nem me lembro de ter escutado. Me disseram que deve ser porque penso tanto, que se colocar mais uma informação pra dentro, posso esquecer as outras. rsrs Deve ser isso mesmo.Na verdade, apenas não tenho muita paciência e odeio quando sou mal interpretada. Daí a chata. Se é “peixe”, então é “peixe”, não “tubarão” ou “baleia”…simplesmente “peixe”.Não tem o que interpretar. Explico tanto, as vezes, que deve ser quando a pessoa viaja na explicação. Só pode ser! Nem imagina o quanto isso me irrita! Sou igual ao meu avô nesse ponto, odeio fofoca. Já minha vó, conseguia ser a que tem imaginação e a língua solta, tudo junto em um pacote só, e nem precisava contar nada, bastava ela acreditar e virava uma verdade. Você ia adorar ela! hahaha Sua vida jamais seria monótona com ela por perto.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
    • Kkkkkkk Queria ser assim como você, eu sou o fantasiador, mente muito ativa sabe, mas me controlo pra não misturar os fatos às fantasias, e tento também compartilhar só com quem dá realmente pra confiar, mas é difícil kkkkkkkk
      Tenha um lindo dia
      Beijos

      Curtido por 1 pessoa

      Responder
  6. É a fofoca e a língua solta é terrívelll, ainda mais o telefone sem fio ahahahaha esse dai é o que mais tem. A informação nunca chega da forma correta. Adorei o texto Gil!! Beijoss

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  7. Quantas vezes diferentes perceções e…

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  8. Parece com um ser que eu conheço, “Ser Humano”

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  9. Ótimo post !

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  1. 504812345678950458 | Biólogo31 www.wwf.org.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: