O Problema não é você, sou eu…

image

Todos nós passamos por momentos em nossa vida onde precisamos assumir uma postura de coragem, e tomar uma atitude madura de encarar a realidade de frente, sem medo das consequências.
Seria tão mais fácil se essas ocasiões não precisassem normalmente de palavras para acompanhar. Porque é justamente nessas horas que as palavras fogem sem deixar pistas.
Comigo aconteceu muito recentemente.
Triste você encarar aquele amor tão antigo e perceber que não dá mais certo. A única coisa que você gostaria era que as coisas fossem mais simples, e palavras fossem dispensáveis, e que você simplesmente pudesse ir embora sem precisar dizer nada e sem olhar para trás.
Mas que homem eu seria se assim fizesse?
Com que cara iria encarar meus amigos e familiares que me conhecem como uma pessoa que não gosta de deixar assuntos mal resolvidos?
Então o que eu pude fazer foi encarar por um tempo, e procurar em algum lugar dentro de mim as palavras que fugiram, pra então, quem sabe, encerrar um ciclo que foi tão longo e tão lindo, da melhor maneira possível. Sem deixar sequelas, nem cicatrizes.
Mas e a saudade?
Essa, infelizmente, o tato com as palavras e o encerramento perfeito não podem afastar. O jeito é já estar ciente desde o início que teremos que lidar com ela logo após. Provavelmente no momento em que você se virar e ir embora.
E foi o que aconteceu comigo. A partir do momento em que me virei e tomei meu rumo, a saudade já bateu, juntamente com aquele gostinho amargo de arrependimento, e aquela vontade louca de voltar e pedir perdão, e dizer que foi um momento de fraqueza, ou até de loucura, que não estava completamente em controle das minhas faculdades mentais.
Mas aí onde ficaria a postura de coragem e a atitude madura que mencionei?
Tive que me lembrar do porquê de tudo isso.
Não estava mais dando certo, não estava mais dando liga, não era mais como no início, a magia não acontecia mais, talvez algumas vezes, mas não suficientes vezes para reacender aquela chama que havia no começo.
Era realmente o fim.
Mas o pior mesmo não foi querer voltar, quando virei as costas e fui embora, mas sim colocar um ponto final naquela relação.
Seria tão mais fácil se tivesse havido traição de alguma das partes, se um dos dois tivesse falhado, pisado na bola. Mas isso não aconteceu, foi apenas a magia que nos abandonou mesmo.
Os sentimentos, eles ainda estavam ali presentes, mas não dava mais, e isso é o mais confuso. Talvez isso que tenha assustado as palavras e as fizeram fugir, me fazendo gaguejar na hora de tentar explicar o que estava havendo.
Tudo que pude e consegui dizer naquele momento, agora que lembro, me parece tão inapropriado, ridículo e até sacana de minha parte.
Queria ter conseguido dizer como me sentia, pelo que estava passando, e como era difícil para mim chegar a tal decisão. Mas as palavras evaporaram.
Tudo que consegui dizer foi aquele clichê: “O problema não é você, sou eu!”.
Algo como o que havia entre nós merecia muito mais do que um clichê.
Agora que já passou, apesar de ainda doer aqui dentro, as palavras estão em minha mente, mais claras que o céu da manhã.
Mas agora é tarde, já me desfiz do meu vídeo game, e agora ele está em uma relação que promete ser muito mais duradoura, com meu afilhado.

_

Gill Nascimento

Anúncios
Deixe um comentário

61 Comentários

  1. Hahahahahahahahaha, que sofrência até chegar no, bendito, último parágrafo. Lembrei de Toy Story 3!!! Bjo

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  2. Maria A

     /  18 de dezembro de 2015

    OMG…. Eu aqui a sofrer com você! mas ok… não é fácil desligar-se de um vício! Fez muito bem 🙂

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  3. sacanagem! kkkkkk

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  4. 😂 😂 😂 Meu Deus!!! Incrível!! Parabéns! 😂 😂 😂 Me prendeu até o último suspiro e enfim, deu adeus ao tão amado vídeo game 😂 😂 Arrasou!

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  5. Lembrei dos meus brinquedos de infância e daqui uns anos os meus filhos deixando os deles de recordação para algum priminho menor…rsss

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  6. Vontade de bater em você MUITO rsrs ódio. A gente pensa que encontrou um ombro que nos entende e você faz isso. kkkkkkkkkk q raiva. Mas obrigada, eu tava na sofrência, e acabei rindo! Beijo

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  7. Toda ação traz uma reação e um relacionamento de tantos anos sempre traz saudades! A atitude foi em boa causa afinal rsrsrsrs seu afilhado vai cuidar bem dele! Bjs Bjs

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  8. Eu quase chorei com o seu sofrimento. Agora não paro de rir. kkkkk Só tu mesmo! Bjs

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  9. kkkkkk adorei o final kkkkkk

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  10. Sofrência mesmo..rsrs. A vida é assim…já ouviu aquele ditado ‘Ninguém é de ninguém?É por aí, o ser humano tem o defeito de se apegar e só viver com o outro,para o outro. Devemos ser felizes sozinhos, para que não dependamos do outro para ser feliz, quando chegar nesse nível, não haverá dor, cobrança e expectativas.Porque tudo que a outra pessoa fizer, será um complemento à sua felicidade e nem sempre aquela pessoa que achamos que será o amor da nossa vida , vive o nosso tempo…estão em sintonias diferentes e pequenas coisas do dia a dia vão esfriando a relação. O problema não é apenas de um é de ambos, um que percebeu e o outro que não se deixou mudar… Nada como o tempo amigo, a dor, a saudade, vão sempre ficar num canto do seu coração escondido, mais com o tempo vai ficar apenas a nostalgia… a pergunta é? Tentou?Se fez tudo que podia não tem do que se arrepender, devemos arrepender daquilo que não fazemos, no ímpeto de ficar pensando se tivesse feito, o SE corrói a gente por dentro. Força e siga em frente, busque a felicidade , o que tiver de ser seu sempre volta, mais viva sua vida sem expectativas disso. Beijosss

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  11. kkkkk… Nossa, muito bom…. Eu já estava pronta para dar conselhos e com peninha de você….kkkk….. Mas que bom que passou por essa fase e está bem!!..kkkkk.. Beijinhos e um excelente final de semana!

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  12. Olá Gill! Você recebeu uma indicação para o Prêmio Dardos. http://pitacoseachados.com/2015/12/19/premio-dardos/

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  13. Kkkkkkkk 😂😂😂😂
    Eu ja estava quase enterrando você de tanta dor, agora vou enterrar de raiva 😊☺😀
    Beijos Gill seu lindo dramático

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  14. Eu to rindo até junho de 2016 …rsss….besta! hahaha

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  15. Prigrazi

     /  19 de dezembro de 2015

    Precisava ler isso! Mas na verdade troquei o video game por alguem.. Obrigada pelo texto haha

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  16. Bene bene non ho capito la situazione, il traduttore purtroppo è spesso imprreciso.
    Ma posso dire che bisogna avere il coraggio di affroontare le situazione e dire sempre ciò che si deve, anche a costo di provocare dolore. Dire ciò che è realmente pensato ci mette in onestà con noi e chi ci avvicina. Ci rende persone credibili.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
    • Era tipo di un’analogia dentro e fuori ho fatto, solo che invece di ottenere un testo che parla di un argomento e poi fare l’analogia, ho appena scritto il testo facendo pensare che stava parlando di qualcosa, nel caso la fine di una relazione, alla fine per rivelare che era niente del genere, solo la gente è sbarazzato del mio videogioco. Kkkkkkkkk

      Avere una bella giornata e auguro un buon Natale a voi e la vostra famiglia!

      Baci!

      Curtido por 1 pessoa

      Responder
  17. Mônica Torres

     /  20 de dezembro de 2015

    Nunca é fácil romper… nunca é fácil. Mas é preciso sempre cruzar a linha com coragem e virar a página. As dores seguintes.. elas passam, como tudo na vida. Adorei seu texto. Verdadeiro.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  18. Hahahahaaha’ ”Mas agora é tarde, já me desfiz do meu vídeo game, e agora ele está em uma relação que promete ser muito mais duradoura, com meu afilhado.” momento de amor e ódio pelo texto hahaha’ gostei.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  19. Hahaha que ódio!!! Ainnn…Fui ficando triste, triste e no fim entendi tudo. aconteceu o mesmo comigo. O PS2 quase me matou, era do meu filho, mas eu jogava igualmente. Por isso ainda mantemos relíquias como o Super Nintendo e o Nintendo64. Vou te dizer uma coisa e não é pra te deixar triste nem nada. Sei que é um momento difícil e doloroso mas não posso me esquivar de te dizer que: A dor nunca passará e nem a saudade.
    Meus sentimentos querido, compartilho sua dor. 😀
    Bjooooo

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  20. Muito bom !

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: