Que encontremos a pureza!

image

Um dia desses estava andando na rua, seguindo uma das minhas rotinas de final de semana, em que acordo cedo e saio para correr às 5 horas da manhã, e quando volto, após um longo banho, vou a mesma padaria dos últimos 8 anos, comprar o pão de queijo nosso de cada dia.
E nesse trajeto entre o prédio onde moro e a padaria, encontrei uma senhorinha, super simpática, os cabelos pareciam algodão doce, e a voz tinha o tom padrão daquelas avós que adoram engordar seus netinhos.
Essa senhora queria uma informação, aparentemente ela iria visitar uma amiga que havia se mudado, mas tinha descido no ponto de ônibus errado e se encontrava meio perdida.
E sabe como são essas velhinhas né?
Elas nunca saem de suas casas para visitar alguém de mãos vazias, então além de ensinar o caminho, acompanhei ela e carreguei suas sacolas.
Ao chegar em frente ao prédio em que a amiga dela mora, após ela ter sido atendida pelo porteiro que, prontamente, se ofereceu para me substituir e carregar as sacolas, fui me despedir, e me deparei com um fervoroso agradecimento, o qual me aqueceu o coração.
Então me dei conta de o quanto é tão anormal esse tipo de situação, de as pessoas ajudarem umas as outras sem segundas intenções, só mesmo pelo ato de querer fazer algo bom.
A verdade é que se a situação fosse contrária, uma em que eu precisasse de ajuda e alguém fizesse o mesmo por mim, com certeza talvez eu desconfiaria das intenções do bom samaritano.
Isso fez eu me sentir orgulhoso de mim mesmo, porque sinceramente a única coisa que pensei naquele momento foi em ajudar ela e nada mais.
Hoje em dia tantas pessoas fazem o bem esperando recompensas, querem ver seus feitos divulgados, suas boas ações comentadas pelos quatro cantos. Não que isso seja ruim, claro, existe o fato de incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo, mas o problema é quando a necessidade de quem precisa fica em segundo plano, atrás da doação de alguém que se auto promove com isso.
E se vocês pararem para notar, isso acontece com muito mais frequência do que parece.
Resolvi escrever esse texto, lendo um conto da minha querida amiga Juliana do Blog Fabulônica, que aliás estou muito feliz, por ver ela postando seu trabalho no Blog, ela é uma escritora incrível.
No conto dela, que vocês podem ler clicando AQUI, ela surpreendeu no final, com a ação de uma criança.
Ao ler eu lembrei de uma vez, em que estava no Largo da Batata, na Zona Oeste de São Paulo, e vi uma criança que chorava muito escandalosamente, fazendo birra querendo que sua mãe lhe comprasse um sorvete. Depois de muito choro e barulho, a mãe se rendeu e comprou, e a menina ao receber o sorvete do vendedor, foi em direção a um morador de rua que estava por perto desde o início, e lhe deu o sorvete. Lembro que até me emocionei na ocasião ao ver a cena.
Presenciar essa cena me fez pensar por um bom tempo, em como grande parte dessa pureza no coração, a gente vai perdendo enquanto vamos crescendo e levando uma surra da vida, e batia aquela vontade de saber um jeito de recuperar isso.
Esses sentimentos foram ainda mais intensificados, quando uma semana após esse ocorrido no Largo da Batata, ao ir com ex colegas de faculdade entregar donativos no Hospital Infantil do Câncer, de um projeto que ainda mantemos em parceria com a Universidade onde estudávamos, minha filha voluntariamente resolveu cortar seus cabelos e doar no Projeto Madeixa Feliz.
Em quase 7 anos como pai, orgulhoso em cada um desses dias, esse foi de longe o dia em que mais senti orgulho, e mais uma vez me emocionei graças a pureza do coração de uma criança.
Me pergunto se apenas a força de vontade não basta para recuperar essa pureza. E se as pessoas que perderam ela completamente, ao ver essa pureza em alguém, tomariam como exemplo, ou como oportunidade para se aproveitar de uma possível inocência.
Mas sabe, o que senti ao ajudar a velhinha, e ao ver o sorriso de agradecimento em seu rosto, me fazem querer parar de me questionar e apenas embarcar nessa onda.
Mas devo confessar, que apesar de a maior satisfação ter sido sentir o coração aquecido, a goiabada cascão caseira que senhorinha me deu, também estava ótima, afinal, é meu doce predileto.

_

Gill Nascimento

Anúncios
Deixe um comentário

51 Comentários

  1. Oremos por mais atitudes assim. 👏

    Curtido por 3 pessoas

    Responder
  2. Olá estava dando uma passada pelos blogs para conhecer novos mundos e encontrei o seu, adorei o que você tem a dizer e gostaria de te convidar a conhecer o meu, escrevo sobre sentimentos, músicas, filmes e tudo o que você sugerir, espero você!!!
    http://www.feelingsofaguy.wordpress.com

    Curtir

    Responder
  3. Quem tem o dom da escrita acaba que tudo serve de inspiração… Até o passeio à padaria e conhecendo/ajudando gente pelo caminho. Gil, você é o cara.
    Parabéns!
    Minha mãe e minha madrinha adoram goiabada cascão!
    Parabéns pela sensibilidade e pelo post.

    HuG! 🙂

    http://www.andrehotter.com
    👻 Snapchat: andrehotter
    📸 Instagram: @andrehotter

    Curtido por 3 pessoas

    Responder
  4. Textobelíssimo e inspirador.Lições preciosas pra vida.Boa noite Gill.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  5. Que bonita crônica, Gill! Com certeza você será lembrado pela simpática velhinha durante muito tempo. Tenho uma amiga que chama os que realizam gestos como o seu de anjos da guarda. Ela diz que alguém que aparece do nada para ajudar outrem em apuro sem vislumbrar qualquer retorno, cumpriu a função do anjo da guarda. Gestos simples como esse faz bem a quem o fez e a quem o recebeu.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  6. É tão bom ajudar! Mesmo que não recebamos goiabada cascão.
    e acredito ter mais pessoas a espera de um sorvete na rua. Ser´que podemos ler nos olhos deles essa vontade?
    Beijinho.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  7. a juju arrasa mesmo 👏🏻
    e você, arrasa também 👏🏻
    bom ver o talento se espalhando por aí 😀 haha

    E olha só, se eu fosse parar para pensar, toda vez que alguém me oferecesse ajuda “do nada”, eu certamente pensaria o pior. O mundo acabou nos fazendo assim, meio impuros, meio desconfiados e paranóicos.

    Que possamos aproveitar mais as boas atitudes e repassar isso por ai!!!

    Bom final de semana, Gill!!
    :**

    Curtido por 3 pessoas

    Responder
  8. naomitanabe

     /  29 de janeiro de 2016

    AMEI seu post! Fazer o bem sem olhar a quem! Parabéns por suas atitudes e virtudes! Bjo

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  9. Obrigada por me fazer acreditar que ainda existe gente boa no mundo. Tem uns idiotas por aí que dizem disseminam a ideia que gentileza gera gente folgada, continuo acreditando que gentileza sempre irá gerar gentileza. Dou bom dia ao motorista do ônibus e me despeço desejando boa viagem, dou meu lugar no ônibus para as grávidas e velhinhos. Hoje em dia gentileza é coisa rara, você é raro. Por mais gente como você *-*
    Abraço, tenha um ótimo dia.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
    • Eu que agradeço pelo comentário ^^
      E concordo contigo, gentileza gera gentileza, não é porque uma minoria se aproveita de boas ações, que devemos desistir delas, se todos pensarem assim que futuro teremos, não é mesmo?
      Tenha um fim de semana lindo e iluminado!
      Beijos!

      Curtido por 1 pessoa

      Responder
  10. Pequenos ou grandes, diria, gestos assim é que mostram que ainda somos humanos. Mas, o mal em nossa sociedade tem tentado insistentemente apagar essas possibilidades. Aqui mesmo onde moro, cidade pequena, tinha umas velhinhas fofinhas dessas. Mas, quando alguém parava para lhe dar atenção e ajudar era assaltado por outros. É bem difícil nosso mundo! Para tudo que fazemos corremos riscos… Mas, espero que nada impeça que a alma da criança que há dentro de nós possa fluir mais vezes.

    Grande abraço!
    Um ótimo dia

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
    • Sim, foi como disse no comentário acima, não podemos deixar que as más intenções de uma minoria, fique minando a nossa humanidade, se o medo e o receio em ser bom começar a ganhar força, não teremos futuro algum !!!
      Tenha um lindo fim de semana Lay!!!

      Beijoos!

      Curtido por 1 pessoa

      Responder
  11. Histórias assim deixam o dia até mais leve!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  12. Infelizmente atitudes assim estão cada vez mais esquecidas e praticadas… Percebemos isso no nosso dia a dia… É triste! Parabéns Gill! Bom fim de semana!! Bjs

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  13. Gilzinho que lindo!
    O mundo sente uma deficiência muito grande de amor, principalmente amor ao próximo. Seu texto ficou lindo e inspirador, mas mais que isso seu exemplo. Parabensssssss! Já sou mais que fã desse blog agora sou parceira rs rs rs 😂😂
    Super Beijoooo 😘

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  14. Ps: não gosto de goiabada não, Mas adorei o gesto da senhora. Gentileza gera gentileza.
    Um bomm dia

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  15. Que lindo texto Gill, parabéns. Essas atitudes só me fazem renovar a fé na humanidade, fazer o bem sem olhar a quem. Tenha um bom final de semana, abraço!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  16. Parabéns, e essas senhorinhas são tão fofas mesmo, ela teve sorte de encontrar alguém como vc!!!!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  17. A vida sempre foi assim a milênios de anos atrás e algo aconteceu e então o que chamamos de “semente do mal” se instalou, primeiro no pequeno grupo, depois na pequena aldeia, hoje no mundo inteiro.
    O segredo talvez esteja em ir contra ao que acreditam ser normal, mesmo que nos tirem de careta. Fazer o bem sem olhar a quem é fazer o bem a quem naquele momento necessita daquela ajuda, não nos cabe julgar se ela fará bom proveito da mesma ou se retribuirá isso adiante.
    Como dizem, cabeça tranquila deita-se em sono leve ao travesseiro. 😀

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  18. Parabéns pelo texto maravilhoso Gill!! Você e a Ju arrasam na escrita hehe.
    E creio também que muitas pessoas fazem o bem esperando na verdade outras intenções ou até mesmo nem pensam em ajudar, mas acho que devemos fazer o bem não importa a quem e muito menos por querer receber algo em troca, e são raras as pessoas que são assim…
    Um ótimo final de semana pra ti :))

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  19. Quanta singeleza de palavras e principalmente no gesto que fizestes ao ajudar a Senhora. Já me aconteceu também ajudar senhoras na rua, e nelas sempre vejo o reflexo da minha avó. E fazendo esse paralelo, entre pureza da criança e a afabilidade das vovós, podemos perceber o quanto podemos aprender com eles, gestos simples, de ser e fazer que nos fazem pessoas mais amáveis e bondosas.
    Parabéns pelo texto.
    Adorei a parte final do texto em que diz que gostou também da goiabada cascão. Eu por sinal adoro, principalmente com queijo de Manteiga do Nordeste.
    Um ótimo final de semana a ti. Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  20. Ola indiquei você ao Premio Dardos! Sei que já foi indicado mas esse é o meu momento e indico outra vez, gosto muito dos seus textos.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  21. Estamos precisando de gente que escreve e faz. Muito legal o post

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  22. Que possamos ter atitudes assim sempre! é um bem tão bom, fazer o bem ser pensar no que receberá em troca, sem pensar no que irão pensar de nós. Excelente texto, excelente atitude!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  23. Sim, que reencontremos a pureza!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  24. Pureza ❤ Belo post.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  25. cissytavares

     /  1 de fevereiro de 2016

    Verdadeira inspiração Gil! Parabéns!!
    Aproveito para te informar que te indiquei ao Prêmio Dardos!!! Confere nesse link tá bom?! https://cissytavares.wordpress.com/2016/02/01/premio-dardos/
    Um beijo e um queijo!!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  26. Também fico assim diante da pureza. ❤ ❤ ❤
    Que lindo post Gill.
    Parabéns cara
    😀 😀 😀
    Vanessa Melo
    http://meloemulkey.com/

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  27. Realmente é muito gratificante fazer o bem , sem olhar a quem e sem esperar retorno algum . Parabéns pela sua bela atitude .

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: