Papo de Bar… Grupos no Whatsapp!

image

Oi pessoal, vocês estão bem?
Como vai essa segunda preguiçosa de carnaval?
Hoje temos mais um Papo de Bar, esse ocorreu na última sexta na Vila Madalena, num barzinho chamado Capital da Vila, e resolvi fazer algo um pouco diferente.
Há um tempo atrás, minha querida e linda amiga, Juliana Lima do Blog Fabulônica, me sugeriu um tema para um texto humorístico, falar sobre Grupos do Whatsapp, e então resolvi jogar esse tema na mesa do bar e ver no que dava.
E quem não tem alguma história, reclamação, e até uma comédia para contar sobre Grupos daquele maravilhoso (e demoníaco) aplicativo?
O Whatsapp elevou a interação virtual a um novo patamar com seus grupos de bate papo.
Eu não vou negar, no início eu era um viciado, fazia parte de uma infinidade de grupos, hoje em dia, graças ao bom Deus Pai, estou mais tranquilo, mas foi difícil me libertar, ficar limpo não foi fácil.
Meus amigos e eu começamos falando sobre os grupos de amigos, e sim, tivemos o nosso, em que todos que estavam nesse Papo de Bar faziam parte.
Grupo de amigos são divertidos, todos se conhecem, todos sabem como irritar ou agradar uns aos outros, então é sempre aquela bagunça enorme, são aqueles grupos que quando um fica online, praticamente todos ficam, e se você não ficar também, quando abrir o Whatsapp se deparará com uma infinidade de mensagens que terá preguiça de ler, mas lerá, porque sabe que em algum momento falaram de você, e provavelmente tirando onda com a sua cara.
Conosco era assim, até o dia em que percebemos que a interação virtual vinha diminuindo a interação pessoal, e com isso nosso nível de álcool no sangue, e nisso o grupo acabou se desfazendo.
Tem também o Grupo de amigos virtuais, e esse tipo é um que eu até gosto. Mas sempre tem aquele momento em que está todo mundo online e de repente dois membros do Grupo somem, e todo mundo já imagina que estão em um papo privado falando do restante da turma. E eu sei que acontece, porque eu mesmo já fiz isso.
Atualmente estou num Grupo assim, com uma turma maravilhosa aqui da comunidade WordPress, e como algumas das moças do Grupo, as quais não mencionarei os nomes (até porque elas não irão resistir à necessidade de se auto denunciarem aqui nos comentários), possuem outro grupo só delas, temo saber sobre o que elas falam por lá paralelamente.
Mas esses grupos são os mais comuns, e dificilmente são chatos, mas aí duas espécies de pessoas inventaram de criar grupos também, os parentes, e os colegas de trabalho.  E foi nesse momento que a linha do que é legal e a do que irrita se cruzaram.
Eu faço parte de um Grupo de família, onde o assunto principal são as fofocas das tias e as perguntas inconvenientes. Parentes possuem uma necessidade fisiológica de saber detalhes da nossa vida, e se pessoalmente eles já deixam pra fazer as perguntas sempre quando a família toda está reunida, essa funcionalidade do aplicativo facilitou ainda mais para que essa necessidade seja suprida.
E quando as minhas tias e minha mãe estão online então, e a fofoca rola solta, elas falam de tudo sobre todos, às vezes até falam de integrantes do Grupo sem perceber a gafe que estão cometendo. A empolgação é mais forte que elas.
O pior são as primas, que desde cedo já vão aprendendo a serem iguais.
Eu silenciei o Grupo da minha família por 1 ano, desde então nunca mais abri o Bate Papo, mas logo terei que abrir, pois faltam pouco mais de 30 dias para esse silêncio acabar.
Agora o Grupo de Colegas de trabalho é de longe o pior. Eu, particularmente, após o fim do expediente, adoro esquecer que existe trabalho, e esse tipo de Grupo me impede disso, pois por mais que a turma inicie assuntos diferentes, sempre acabam falando da empresa.
E esse Grupo sempre tem um papel pra cada integrante. Tem a fofoqueira que fala mal de todo mundo que não está no Bate Papo, tem aquele que sempre acaba fazendo os assuntos voltarem a ser sobre trabalho, tem aquele(a) que fala mal do chefe, aquele que reclama da empresa, aquele que agita a galera pra sair, aquele que fica mandando imagens engraçadas e de putaria, aquela que fica mandando mensagens de bom dia, boa tarde e boa noite, e o cara que odeia o Grupo e sai primeiro, puxando a fila. E esse último sempre sou eu. Já saí de uns cinco grupos de colegas.
Fora a parte de que Grupos de Colegas são de longe os com mais conversas paralelas no privado, e isso deixa qualquer um com uma pulga atrás da orelha.
E agora que o Whatsapp alcançou a popularidade nas idades mais avançadas, a coisa desandou de vez, já perdi as contas de quantas vezes vi minha mãe deixar a comida queimar.
E como se não fosse suficiente, aumentaram de 100 para 256 o limite de integrantes para um Grupo. Haja tias e colegas chatos para suprir tantas vagas.
Mas eu sou da velha guarda, ainda acredito que o melhor bate papo é aquele em volta de uma mesa, olhos nos olhos, gargalhadas, brindes, abraços e reencontros.
Mas confesso, esse tema me deu uma vontade de fazer um Papo de Bar online, só pra ver no que vai dar.

_

Gill Nascimento

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

50 Comentários

  1. Pois é, grupos de whatapp só nos levam a incerteza quando no desfecho nos viciam. Nunca fui remetida a encarar o tal whats, porém já vi situações parecidas e literalmente o futuro comercial estava certo, “a tecnologia estará a favor do homem (isso é, para quem sabe moderar)” haha. Mas não há papo melhor do que arrematar assuntos com pessoas reais, sorrisos prediletos e contentemente, um passa tempo maravilhoso dialogar normalmente sem precisar de um ponto wifi (ou 4G) 😀

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  2. acho que tem os dois lados. Eh mao na roda tambem ter um grupo de whats up, onde vc quer contar uma novidade e da pra falar uma vez soh para todos ‘presentes”, sem ter que repetir a história várias vezes!! hehehe.. ou com um grupo de amigas que está longe, que vc precisa de uma opiniao sobre a roupa, o cabelo.. etc.. Mas ainda adoro, o momento jogar conversa fora.. ficar em volta da mesa d um restaurante rindo altas horas com os amigos..

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  3. Pura realidade hahaha. Um outro detalhe é que se você se ausenta e não participa de uma conversa e de repente entra na sua galeria de imagens, descobre que tem umas cinquenta novas fotos que você já pode imaginar de onde surgiram (sem contar os áudios que vão parar no meio das músicas haha) cortesia dos grupos. Mas realmente nada ganha das conversas que ocorrem pessoalmente, olho no olho ainda é melhor que uma dúzia de mensagens

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  4. Nossa Gill muito bom…
    Eu acabei de sair de um nesse instante e se não bastasse o grupo ser daqueles que quando você abre o celular tem 1.500 mensagens e trava tudo, o administrador ainda me mandou mensagem no pessoal perguntando pq eu saí Kkk Kkk
    Ah tenha dó!
    Agora ri de tudo, principalmente da parte que quando duas pessoas ficam silenciosas provavelmente estão batendo papo no privado kkkk é vdd.
    E o grupo das moças do wordpress ta de recesso de Carnaval nem mosca passa por lá rs rs.
    Super beijo

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  5. Eu sempre fui bem interativa no mundo virtual, fosse nas comunidades do orkut, ou nos chats abertos ao lado da tv online, então interação virtual não é um problema pra mim, mas não consigo entender qual é a dos grupos de whatsapp.
    Principalmente porque em geral você está conversando no grupo enquanto está com pessoas próximas a você, e para interagir no grupo, fica um silêncio na conversa frente a frente.
    Hoje sou considerada a amiga menos virtual da turma, mesmo sendo a que fica mais tempo em frente a um computador, e isso porque nunca estou respondendo no grupo – de fato não estou nem lendo rsrzrsrs -.

    Curtido por 3 pessoas

    Responder
  6. Nossa que massa. Não sabia que agora podemos colocar 256 pessoas, acho que preferia não saber (assim nao teria que colocar pessoas desnecessárias hehheeh). Mas poow adorei saber que tem um grupo do pessoal aqui da blogsfera, será que cabe mais um hi hihihihi
    Deus texto são ótimos!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  7. Uso WZ solo per comunicazioni breve, dare il buongiorno a chi già è al lvoro quando mi sveglio, dire qualche fesseria. Ma il vero contatto è quello da vicino, il resto è tecnologia…freddezza.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  8. Rs…. eu até gosto de conversar. Mas, como sou meio tiazinha não sou boa em fazer piadinhas ou fazer de conta de que adorando algo. E rapidinho perco o interesse. Difícil essas novas tecnologias me ganhar. Os livros já dominaram meu lado viciante… Boas reflexões… rs

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  9. Nossa aja folego! Wats veio pra ficar! Tenho alguns grupos… Comunicação nem rápida, mas diminui muito a interação olho no olho… Nos acomodamos… Gostei!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  10. Eu sou do tipo q não curte o whats.. só pra comunicação rápida mesmo, as vezes eu até mando uma imagem ou outra, mas conversar pessoalmente é incomparável!

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  11. Legal o texto. Eu não curto muito o watsapp. Muitas vezes apago a conversa do grupo de colegas de trabalho sem ler. Se falaram de mim, melhor não ver mesmo.
    Prefiro telefonar.
    Mas que o wats é uma febre incontrolável para os jovens, isso é.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  12. Hey Bro, sou mais um que não tem Whatsapp, deve ser preguiça já tenho um monte de aplicativos, e nem sempre tenho tempo para usar, o texto esta fantástico como sempre, continua o bom trabalho.

    Hasta & Peace

    Kudza

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  13. Não sei se em Portugal os grupos fazem ou não sucesso. Entre os mais jovens, certamente que sim. Até há bem pouco tempo nem sabia o que era um grupo no Whatsapp. Até que, entre amigos virtuais, criámos um. Somos 5 e a interação tem sido bastante agradável.

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  14. Pois é, quem consegue acompanhar esses IMENSOS grupos no whats? Porque eu mesmo, não consigo, não tenho paciência e muito menos tempo sobrando pra passar o dia todos tentando acompanhar esses frenéticos dedos.
    Adorei seu post. Ótimo trabalho.
    Vanessa Melo
    http://meloemulkey.com/

    Curtido por 3 pessoas

    Responder
  15. Kkkkk, me identifiquei. Com essas novas tecnologias as pessoas parecem que perderam o limite do bom senso.

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  16. Gil, você é demais! Como não se identificar?

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  17. Pow gostei mt da ideia do Papo de bar! Isso daria ótimos vídeos ou podcast! Mt bom mesmo! Parabéns se quiser incluir gente de longe ai no batepapo me avisa

    Curtir

    Responder
  18. Gill, como foi de feriadão? Olha já comentei aqui, mas esse segundo é muito mais legal. Te indicamos ao prêmio Dardos. Passa lá no blog. Beijos. Vanessa Melo. http://meloemulkey.com/2016/02/10/nosso-setimo-premio-dardos-yeahhh/

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  19. O que eu posso dizer sobre isso. Grupo do whatsapp é um saco. Eu só tenho dois grupos por que fui eu que criei. E mesmo assim ainda é silenciado. Só vejo as notificações uma vez perdida.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  20. ”ficar limpo não foi fácil.” Hahahahahahaha’

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  21. Excelente postagem. Que tal um top 5 (as 5 mais) de gafes do whatsapp que vc já presenciou?

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: