Esse mundo moderno…

image

É incrível como o Século XXI facilitou a comunicação entre pessoas que estão longe umas das outras, não é mesmo?
Mas, às vezes, não estou pronto para toda essa facilidade e instantaneidade, pois essa rapidez tem uma feia mania de gostar de nos pegar de surpresa.
Um exemplo foi o que me ocorreu durante minha viagem de trabalho para Buenos Aires, chegou um momento em que eu já estava achando estranho a falta de mensagens dos familiares, já que tinha recém me recuperado de um longo período de variadas enfermidades, com as quais dei muito trabalho para a minha família, então meio que ainda esperava um certo nível de preocupação. Então quando já estava convencido de que eles enfim tinha acreditado nas minhas afirmações de que estava bem, me chega uma mensagem no Whatsapp, da minha mãe, bem simples na verdade, dizia o seguinte:
“Filho, estou com saudades. Te amo!”
Eu sou uma pessoa simplória, que sempre achou que quanto menos palavras usadas para expressar um sentimento, melhor, então podem imaginar o quanto fiquei feliz com uma mensagem diferente das normais cheias de perguntas preocupadas, e repletas de conselhos, como se eu fosse uma criança que mal aprendeu a atravessar a rua. Quando estava prestes a responder a mensagem com muito carinho, minha mãe manda outra completando:
“Desculpa, mandei errado, era para o seu irmão!”
Fiquei sem palavras, e simplesmente não respondi, mas tudo bem, meu irmão também merece um pouco de atenção, mesmo sendo vizinho dela.
Ainda em Buenos Aires recebi um SMS por engano, de alguém que até agora não sei quem é, e que dizia o seguinte:
“Como foi a reunião na escola das crianças? Tudo bem? Não esquece de deixar elas com a mamãe para sairmos assim que eu chegar!”
Uma pessoa normal responderia que a mensagem foi enviada por engano para ela, pois vai saber se o verdadeiro destinatário é uma pessoa responsável, não é mesmo? Além do mais envolvia crianças no meio. Ou então nem se daria ao trabalho de responder. Mas convenhamos que eu não sou nem um pouco normal, então respondi:
“Crianças? Escola? Sua mãe? Sairmos? Ih ferrou, esqueci geral, só acordei agora!”
Sei lá a encrenca que essa resposta pode ter ocasionado, mas me diverti imaginando, depois eu me confesso e peço perdão.
Uns dias antes de receber essas mensagens, recebi no Whatsapp (campeão dos micos) um áudio de mais de 4 minutos de uma amiga e ex colega de trabalho, e antes mesmo de baixar o áudio chegou a segunda mensagem em tom de desespero:
“Gill, por favor, ignore esse áudio e apague, mandei por engano pra você, mas era pra uma amiga, pelo amor de Deus, não ouça!”
Orra, cá entre nós, foi o mesmo que implorar para eu ouvir. Mas fui um amigo legal, e apaguei antes de ouvir. Porém, ela acha que eu não ouvi, já que os vistos não ficaram azuis, mas antes de apagar na conversa, fui na pasta de mídia do Whatsapp e copiei o arquivo para outra pasta. Ainda não comentei com ela que ouvi o áudio em que ela fala mal de um dos meus melhores amigos, e que por outro lado fala muito bem (até demais) de mim. Pessoalmente será bem mais divertido.
Em questão de comunicação instantânea, eu ainda prefiro o bom é velho telefone, que muita gente até esquece que o celular possui essa função, quando o assunto é mensagens, até respondo, mas chega um certo ponto que me dá agonia e vontade de encerrar a conversa. Acho que sou das antigas, se é pra escrever, prefiro um bom e velho email.
Quando foi decretado o falecimento do Messenger do MSN, eu meio que pensei que essa febre das mensagens instantâneas ia abaixar um pouco, mas aí o danado do Whatsapp ficou tão popular quanto, até mais na verdade, e tudo voltou, e bem pior.
Recentemente na última queda do Whatsapp, uma quantidade surpreendente de pessoas foram chorar nas Redes Sociais devido isso, como se alguns dias sem o aplicativo fossem matá-los.
Alguns chegaram ao ponto de instalar aplicações semelhantes para se comunicar com os amigos virtuais e eu não entendi, eles passaram pelas mensagens privadas das Redes Sociais a nova forma de contato, mas porque não conversaram por ali mesmo?
E tem o tal dos vácuos, esses danados são temas de várias chorumelas pelas Redes Sociais. A pessoa manda uma mensagem e se em 2 minutos não recebe uma resposta, já entra em desespero.
Certa vez uma amiga reclamou do meu tempo de resposta, e então perguntei pra ela se ela já tinha ouvido falar das tais “necessidades fisiológicas”, para as mulheres até pode ser que elas não atrapalhem, mas para nós homens, ao menos no “número 1”, não dá, precisamos das mãos desocupadas.
Pra vocês terem ideia do nível de loucura que as pessoas podem chegar,um dia desses estava conversando com minha ex mulher no bendito do Whatsapp, quando ela começou gravar um áudio, mas quando passou de um minuto que ela estava gravando, eu me cansei e liguei para ela, que ficou nervosa porque atrapalhei o áudio dela. Será que ela pretendia usar para algo depois? Tipo a primeira faixa de um CD que pretende gravar, sei lá, porque senão, entre áudios de mais de um minuto e uma ligação, prefiro uma ligação.
Talvez eu que seja o chato, mas não uso muito a função de gravar áudios, então se a pessoa me manda um, gigante ainda por cima, esperando uma resposta a altura, acaba se ferrando, porque no máximo sai duas linhas escritas, e olhe lá se eu não responder apenas um “OK” sem nem mesmo ouvir a porcaria da gravação.
Tudo bem, se você, leitor, conseguiu chegar até aqui na leitura, parabéns pela sua paciência, porque até eu confesso que isso ficou uma bagunça, mas o que não anda bagunçado hoje em dia, não é mesmo?
E todos nós temos nossa bagunça pessoal onde só a gente se encontra.
Mas eu ri escrevendo esse texto, espero que tenham gostado. E quem sabe concordado.
Qualquer coisa me mandem um áudio no Whatsapp…

Mentira, me mandem um email!

_

Gill Nascimento

Anúncios
Deixe um comentário

33 Comentários

  1. Eu já fui um desses loucos do áudio e não percebi o quão chato isso é até começar a receber várias gravações enormes, onde a pessoa fica até sem assunto, mas não clica em enviar.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  2. kkkkk, legal, texto muito divertido. kkkk

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  3. kkkkkk eu tb odeio as mensagens de áudio do watsapp aô trem chato!! :/

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  4. kkkkkk … ja fiz isso d receber msg, mas nao era no whats, e responder como se eu fosse a pessoa, e houve mais de uma troca d mensagem! ehehhe.. é sacanagem, mas é tão engracado ne?? heheh
    agora mandar audio por engano.. putz.. imagino o desespero da sua amiga, ainda mais falando mal d alguém e mto mto bem d voce!! hehehe..
    pra mim audio é funcional mtas vezes, q to com preguiça d escrever ou nao tem como escrever, o q é chato é q as vezes vc recebe e o 3g ta mto lerdo entao vc nao consegue ouvir o q a pessoa mandou.. hehehe
    beijoo
    Cris
    http://www.amaletamagica.com

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
    • Hahahahaha é muito divertido responder SMS que chegou por engano, deveria ser mais comum hahahahaha
      Eu acho que são dois os meus problemas com os áudios, nunca tenho preguiça de escrever e odeio minha voz 😂😂😂
      Tenha uma excelente noite… Beijos Cris 😘😘

      Curtido por 1 pessoa

      Responder
  5. Ah! Eu gosto dos áudios! Ainda mais quando vou contar alguma coisa e fico com preguiça de escrever…

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  6. “Verba volant, scripta manent” e, como os Antichi Romani, eu prefiro que as minhas palavras continuem voando. É por isso que nunca gravei um áudio no WhatsApp e, também, porque não gosto de ouvir a minha voz gravada 😉. Ciao Gill!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  7. Quando eu digo que não tenho Wpp, as pessoas perguntam se eu sou louca e/ou como vivo sem kkkkk
    Mais sou bem fã de ligações ♥

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  8. Nossa que pessoa fofa!!! Também prefiro ouvir a voz das pessoas, o respirar, o murmurar, mensagens instantâneas deixam escapar muitos sentimentos.
    Quem nunca recebeu um áudio errado?
    Ainda bem que era falando bem de vc, mas uma pulga ficou atrás da orelha, a ”dita cuja” poderia realmente querer que você ouvisse o áudio né?

    Bjãoooo
    (obs: também amo escrever e-mail)

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
    • Ligações são mil vezes melhores, a gente entende na hora o que a pessoa está sentindo e como reagiu a algo que dissemos, nada supera 😀
      E emails e cartas são demais mesmo \😉/
      Beijos e uma linda noite!!!

      Curtido por 1 pessoa

      Responder
  9. kellicarine

     /  5 de julho de 2016

    Assim como você também sou das antigas rsrsrs

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  10. Gil sempre colocando bem sobre como me sinto atualmente nestes meios de comunicação. Evoluídos por um lado.., retrocesso pelo outro… As pessoas preferem teclar do que conversar quando estão juntas. Adorei o post. Bjs

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  11. Muito bom o texto!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  12. Eu sou das antigas, prefiro muito mais os métodos tradicionais e não digo apenas o telefone como e-mail e cartas, é claro que para utilizar a última vai depender muito do assunto e o respectivo grau de urgência, mas é tão gostoso abrir uma correspondência e saber que a pessoa levou um tempo escrevendo e que pensou em você, é algo único.
    Me canso quando vejo que tenho que ouvir áudios no WhatsApp, é irritante, rs. Além disso, o que incomoda também é que com excesso de uso dessas tecnologias, a gramática é esquecida, sim, sou dessas chatas, abreviar é uma coisa, mas escrever completamente errado é algo que não entendo, enfim, parabéns, adorei seu texto!
    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  13. Foi divertido de ler

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  14. kkkkkkkkkkk sua mãe = melhor pessoa! Logo imaginei a minha fazendo o mesmo 🤔 kkkk Parabéns pelo texto, Gill, sempre divertido!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  15. Gill! Você anda tão rápido que eu não consigo mais te acompanhar rs… adorei seu texto e ri muito 😊

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: