O Desabafo de um Funcionário da Vida!

O ser humano é um bicho fácil de entender, cada um nesse mundo está em busca de algo.
Uns tentam ser felizes, outros querem ser ricos e bem sucedidos, tem quem tente encontrar a paz interior, uns buscam a longevidade, e assim se segue uma infinda lista de realizações que são buscadas por pessoas normais.Acho que ando meio atrasado nessa busca, porque primeiro estou em busca da normalidade, porque de normal eu não tenho nada.
Eu poderia culpar meus pais por isso, e dizer que eles não capricharam na hora de me gerar, mas não sou do tipo que fica jogando a culpa nos outros, por mais que às vezes sinta uma enorme vontade de fazê-lo.
Acho que no mínimo devo concluir que a culpa é minha mesmo, até porque, sou eu o anormal.
Ultimamente eu me acho, mas não me encaixo, sou tipo aquela pecinha de um quebra cabeças gigante, que ninguém sabe onde é o lugar dela, mesmo depois de quase todo montado.
Um dia desses uma amiga psicóloga me mostrou um novo teste de admissão que ela vinha aplicando na empresa onde trabalha, na área de Recrutamento e Seleção, onde o objetivo é fazer com que os candidatos falem de si mesmos com a maior sinceridade possível, respondendo um monte de perguntas, cujas respostas, inconscientemente diriam muito sobre eles, sem nem perceberem.
Então eu pensei:
“Vou fazer o mesmo comigo, pulando a parte das perguntas e indo direto ao ponto, listando meus defeitos, qualidades e manias, e depois ver a que conclusão chego sobre mim mesmo!”
E consegui. Deu uma vontade imensa de ligar para mim mesmo e deixar um recado na Caixa Postal, dizendo que no momento não há vagas onde eu possa estar atuando de maneira produtiva, e que meu perfil não é exatamente o procurado por essa empresa chamada vida.
Não estou sabendo viver, me demite, Deus!
O que é necessário pra atuar de maneira ao menos aceitável nessa grande corporação chamada de vida?
Acho que está me faltando malandragem, sabe?
Talvez umas folgas ou alguns atestados falsos, pra não sair no prejuízo. Quem sabe umas férias, talvez uma redução na carga horária.
Qual o ramal do Departamento Pessoal hein?
Talvez eu precise entrar em contato com o sindicato da minha categoria, o ST, Sindicato dos Trouxas, e me inteirar melhor sobre os meus direitos, mas não tenho muita fé que isso ajude. Desde quando alguém trouxa corre atrás daquilo que merece?
Aliás, acho que meus benefícios estão atrasados, tipo uns 31 anos, eu ia reclamar, eu ia, mas melhor deixar pra lá, até tentei, mas a ligação nunca sai da musiquinha de espera, então acabei por desistir mesmo.
Poderia tentar me aposentar, mas não sei se meu fundo de garantia tem sido depositado. Tudo bem, confesso que nem sei se ele existe.
Se eu pedir demissão será que tenho direito ao menos ao purgatório, quero dizer, ao seguro desemprego?
Talvez, quem sabe, uma carta de referência, até porque meu currículo deve ser uma bosta.
Eu poderia tentar falar com o patrão, mas ele deve ser muito ocupado, e tenho medo de na primeira reclamação ele pedir para a segurança me escoltar para fora, e não me deixar nem esvaziar meu armário.
Calma aí, eu tenho um armário?
Nem lembro, faz tempo que não vejo o fim do expediente.
Quem é o supervisor do meu setor hein? O Setor dos Trouxas, melhor falar com ele primeiro, não é legal desrespeitar a hierarquia.
Quer saber, deixa pra lá, ao menos estou empregado, o trabalho não é lá grande coisa, meu serviço não é reconhecido (e também não é grande coisa), o salário é suficiente (apesar de também não ser grande coisa), e os benefícios um dia podem chegar a vir, e isso sim seria uma grande coisa.
Acho que vou dormir ao som da musiquinha de espera do ramal do Departamento Pessoal.

 

 

 

Gill Nascimento

 

Anúncios
Deixe um comentário

16 Comentários

  1. Retrato total do que muito vivem hoje em dia!
    Ótimo texto!! 🙂

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  2. Me identifiquei com o texto Gill! Obrigado mais uma vez por ser tão bom com as palavras.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  3. E eu me divirto com suas reflexões (ps.: comentário de alguém que acabou de pedir demissão de um emprego mais ou menos, mas que da vida, sabe que tem muito ainda a fazer)

    Curtido por 3 pessoas

    Responder
    • Ah Alê (óh as intimidades), eu sou meio doido até na hora de refletir kkkkkkkkk mas que bom que curtiu, e desejo toda sorte do mundo pra você nessa nova fase \😉/
      Tenha uma linda noite… Beijos !!!

      Curtido por 1 pessoa

      Responder
  4. Un mensaje de amor, paz y bondad.J.Michael

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  5. Gill, cadê o emoji de bater palmas?
    Amei seu texto!!! Não é só crise política/financeira que estamos vivendo mas sim uma crise existencial, enfim, seu texto traduz isso muito bem!!
    🙂 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  6. Gill estamos juntos nessa, aparentemente o Chefe do ST está evitando crises de nós meros mortais tentando apenas nos achar neste mundão chamado Terra Haha.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  1. O Desabafo de um Funcionário da Vida! | Pilihsacconi's Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: