Descobrindo as semelhanças…

Vivemos num mundo complicado, onde muita gente gosta de notar as várias diferenças que existem entre as pessoas, ao invés de notar como são tantas também as semelhanças, e quando notadas, são tratadas como meras coincidências, ao invés de algo em comum.
Estou falando daquilo que podemos arriscar generalizar e dizer que todos fazem e todos têm, adoro fazer isso no Twitter, e sempre rende boas risadas dos meus seguidores.
Um fator em comum entre a maioria das pessoas são suas famílias, a maioria possui uma, isso não é novidade, mas o que deixamos de perceber, é como elas são parecidas.
Por exemplo, na minha tem, e na de vocês muito possivelmente também, um tio barrigudo, que adora tomar umas a mais, contar piadas e tirar onda com a cara do restante da família, ama dar pitaco no churrasco, mas nunca assume a churrasqueira, e sempre sai nas fotos com uma lata de cerveja na mão.
Outro bom exemplo é aquela tia, que em toda reunião aparece com uma tupperware de salada de maionese ou de torta de frango, que sempre adora perguntar “E as namoradinhas?”, que sempre sabe tudo sobre tudo e todo mundo, que sempre começa uma conversa com “Deixa eu te contar, menina…”, e no final da festa sempre leva outra tupperware com carne, salada e arroz à grega, para aquele nosso primo antsocial que nunca comparece nesses eventos.
E tem também, sempre, um primo ou prima adolescente, rebelde, que não pode ficar longe da vista de um adulto, que ingere bebida alcoólica, que sempre dá em cima de primos e primas mais velhos, e que em algum ponto da noite sempre acaba recebendo sermão dos pais no meio de todo mundo e acaba no sofá, de braços cruzados, emburrado(a) pelo resto da noite.
Outro fator em comum é que toda família tem uma idosa ou idoso legal, que sempre aparece na hora de alguma crise, pra resolver o problema com alguma malandragem das antigas, e que todos adoram ouvir as histórias da sua juventude rebelde, principalmente depois de estarem ébrios. Lembrei da minha falecida avó, que salvou minha noite certa vez, quando numa festa familiar não havia saca-rolhas, e ela me ensinou o truque de bater o fundo da garrafa de vinho na parede, fazendo assim a rolha sair.
Não podemos esquecer também daquele tio ou primo, que toda família tem, e que ninguém gosta, por ser mulherengo, preguiçoso, marrento e metido a malandro, e que na boca dos mais velhos sempre surgem comentários abafados de que ele possa estar envolvido com drogas, mas que as crianças sempre amam.
Como esquecer da criança nerd? Toda família tem uma, na qual deposita grande esperança no futuro, e que sempre se torna assunto na festa, com os pais babando ao rasgar orgulhosos elogios enquanto falam do seu desempenho acadêmico, e que sempre faz alguma tia invejosa tentar igualar seu filho, dizendo que ele também não vai nada mal no colégio.
A verdade é que a vida é meio que padrão, se olharmos pelo ângulo correto, e enquanto notamos sempre os fatos que causam um afastamento, deixamos passar os clichês que poderiam nos aproximar, principalmente com boas risadas.
Todos temos características em comum, um “todo mundo quer”, ou um “todo mundo dispensa”, um “todo mundo ama”, ou um “todo mundo odeia”, um “todo mundo têm”, ou um “todo mundo já teve”, e tenho sorte de gostar de prestar atenção nesses detalhes, e isso já me rendeu boas amizades, companhias e risadas, o fator comum sempre causa aproximação, cumplicidade, reconhecimento e identificação, e deveria ser melhor explorado.
Então fica essa dica aí, deixemos um pouco de lado as características e defeitos das pessoas que nos fazem querer continuar mantendo distância, e prestemos um pouco mais de atenção aos detalhes em comum que seria legal compartilhar, porque aprendi que é bem melhor deixar os fatores em comum, ou coincidências, se assim preferirem, neutralizar os defeitos e as diferenças, do que deixar os fatores opostos neutralizarem as qualidades e as semelhanças.
É o famoso “Não julgue o livro pela capa!”, visto por um ângulo diferente.

 

 

 

Gill Nascimento

Anúncios
Deixe um comentário

17 Comentários

  1. Verdade! Se fossemos todos iguais, não teria a menor graça, seria um tédio! Bjs

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  2. Verdade, temos diferenças, mas no final sempre há igualdades! Na minha família tem de todos que você representou ai rs

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  3. Bons messages, blog de beau … Felicitations
    Bienvenue voir mes créations:
    http://paintdigi.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  4. São as diferenças que muitas vezes nos completam e dão colorido na vida. Oi Gil eu lhe indiquei numa TAG, espero que goste… Deixo o link abaixo para você dar uma passadinha lá. https://oterceiroato.com/2016/08/17/4857/…. Bjs.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  5. Te indiquei numa TAG lá no meu site: https://rolfcruz.wordpress.com/2016/08/17/tag-top7/
    Espero que goste da TAG.
    Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  6. Gosto muito dos teus posts.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  7. Amei esse post 👏👏👏

    Curtir

    Responder
  8. Barbara Reccanello

     /  18 de agosto de 2016

    Ai meu Deus! Na minha família há quase todo mundo que descrevestes hahahhaha mas pois é menino, aparentemente julgar as diferenças é muito mais fácil que cultivar igualdades. … o ruim é quando isso tá em ambiente de trabalho…dá uma preguiça desse povo desevoluido (nem sei se existe a palavra, mas dá pra entender ) kkkkk

    Curtir

    Responder
  9. Bom deixa eu dar meu testemunho. Na minha família pode até ter esse pessoal. Não sei identificar por que a gente não se frequenta. Meus tios por parte de mãe cada um mora em um cidade diferente e deveras longe uma da outra. Meu pai tem dois irmãos vivos, um parou de frequentar lá em casa o outro nunca frequentou. Aliás tem um outro irmão do meu pai que eu esqueci dele. Ele foi embora da minha cidade há muito tempo. Não o conheci pois quando ele foi embora eu não era nem projeto.

    Curtir

    Responder
  10. Com certeza eu vou ser a tia do “Deixa eu te contar, menina…”
    Pq até agora só cheguei perto da parte dos nerd’s :p

    Curtir

    Responder
  11. Totaaal sentido!! Adorei✌🏻️😃

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: