Amigo Secreto de Páscoa

Em janeiro desse ano, uma turminha incrível dessa comunidade resolveu se unir e fazer algo diferente, um Amigo Secreto de Páscoa, promovendo assim uma maior interação, e um fortalecimento na amizade, e fiquei muito feliz por ser convidado para participar:
Além de mim, os participantes da brincadeira são:

Mayara e Flávia, do Blog Coelho da Lua;
Silvia Souza do Reflexões e Angústias;
A Letícia Freitas (ex Os Benefícios de Beber Café)
Laynne do Blog Meu Espaço Literário;
Natália do Blog Only Secret Dreams;
Juliana Lima do Blog Fabulônica;
A escritora Babi Barreto;
Alex do Blog Lendo Muito;
E o Lucas Palhão do Blog do Palhão.

A brincadeira consiste em um Amigo Secreto tradicional, mas como somos todos bons amantes de uma boa leitura, os chocolates ficaram em segundo plano, apesar de ser um Amigo Secreto de Páscoa, os presentes foram livros em primeiro lugar.
Usamos o site Amigo Secreto pra facilitar o sorteio e a comunicação entre a gente, com mensagens anônimas, e podendo listar no perfil quais livros gostaríamos de ganhar, não conhecia o site, e adorei conhecer.
Eu havia listado três livros que gostaria de ganhar e tive o imenso prazer de ser tirado por alguém que ficou em dúvida sobre qual dos três comprar, e acabou comprando os três (risos), eu amei os presentes, e agradeço de coração aqui nesse post, pra quem tenha me tirado.

image

 

E claro, tenho que falar sobre a pessoa que eu tirei, e que sorte eu tive.
Eu tirei uma pessoa muito querida aqui na comunidade, linda e muito doce, simpática e muito gentil, e a mais velha do grupo. Não, calma, acho que me enganei nessa última parte. Eu curto muito o Blog dela, que sempre dá ótima dicas de leitura para um leitor voraz como eu.
Espero que ela tenha gostado dos presentes e da cartinha que  mandei. Tirei a linda da Natália do Only Secret Dreams.

Anúncios

Ainda dá tempo!

Ai1Jx_NyScV3j0wGc8HZ8Ptxc3ts6KNv3ydYLg_gVSXtOi pessoal, aproveitando minha primeira coluna de novembro, hoje eu quero dividir um texto antigo com vocês.

Escrevi esse texto no final de 2012 e, tenho postado nos anos subsequentes, sempre no final de dezembro. Entretanto, este ano quero postar um pouco antes por um motivo. Todo mundo decide mudar de vida na virada do ano. Por que dessa vez, apenas dessa, não aproveitamos os dois meses que nos restam para resgatar esse 2015?

“Dois mil e treze será diferente? Duvido muito.
Desde que o mundo é mundo, os dias são iguais. Quase vinte e quatro horas. Quase dia, quase noite. Quase bom, quase ruim. E, se os dias são assim, imagine os anos.
A questão aqui é que 2012 não foi como você previu em 2011. Não foi perfeito. Mas também não foi uma decepção completa.
O problema é que acreditamos que tudo será novo ao badalar do relógio. Só resta saber porquê justo este badalar tem que ser o decisivo. Nunca me explicaram.
Acredita-se em horas iguais todos os dias, mas neste caso o horário só é bom uma vez por ano. Quando der meia-noite o mundo ficará cor de rosa. Bando de cinderelas ao avesso que somos.
De qualquer forma, 2012 não foi perfeito. Você pode ter perdido tua namorada, teu emprego ou algum ente querido. Teu time foi rebaixado. O comitê olímpico decepcionou. O Neymar achou que o gol ficava na mesma linha da bandeira do Neil Armstrong.
Porém, vimos uma faísca de esperança. Quer melhores exemplos de que tudo é possível do que político sendo preso no Brasil e o Corinthians campeão da Libertadores?
Onde quero chegar, caro colega, é que a culpa do ano não ter sido perfeita não é tua. Nem a tua vida é culpa tua, é dos teus pais. Contudo, a forma como vive é de tua inteira responsabilidade.
Ninguém falou que a vida seria fácil, quem dirá um ano apenas. A vida, na verdade, é uma briga de leões. Logo, anime-se. Erga seus ombros. Ande com orgulho, pomposamente. Não lamba suas feridas, celebre-as. As cicatrizes que têm são sinais de um competidor.
Você está, e continuará, numa briga de leões. Só porque não ganhou, não significa que não saiba rugir.
Agora moço, como pretendes rugir em 2013? Como pretende viver?
Se não souber responder à essas perguntas, é bem provável que tua história em 2013 seja igual à de 2012, exceto que não terá como torcer para que os Maias estejam certos e acabem com tua vidinha medíocre.
Dizem que ninguém sabe onde está indo até saber de onde veio. Observe o que fez de errado e não faça novamente. Mas, não use o passado para o martírio, apenas para aprendizado. Não erre mais os mesmos erros. Existem novos no mundo lá fora.
Então, em 2013, faça apenas uma coisa (ou não faça. Sou um texto, não um deus): comece todo dia como se fosse de propósito. Lembre-se de todas aquelas frases gastas e que poucos levam à sério. Carpe diem; Seja a mudança que deseja ver no mundo; Uma longa caminhada começa com um único passo; etc e etc.
É provável que você não use nenhuma delas. Ou até use uma ou duas.
E, mesmo que use todas, não vai fazer com que 2013 seja diferente. Sabe porque amigo?
Porquê não é 2013 que tem de ser diferente. É você.
Em memória de Danilo Michelon!”

_

Abiezer Lopes

Pai nosso de cada dia!

E aí galera, tudo bem com vocês?
Hoje completa 6 anos que eu descobri de verdade o que é fazer parte de uma classe rejeitada e que sofre preconceito, uma classe desvalorizada e sem méritos, uma classe que sofre buillying familiar e que é previamente culpada. Hoje faz 6 anos que descobri o sofrimento de ser pai.

image

Foi há 6 anos, no meu primeiro dia dos pais, sendo um pai, que eu descobri como somos esquecidos. E antes que comecem a pensar nos comentários me contrariando e criticando, entendam que não estou falando da família, mas sim do resto do mundo.
Se você já leu a página que fala sobre mim logo acima, a Sobre o Autor, já sabe que sou produtor, mais especificamente de comerciais, então vai aqui uma realidade: nos 60 dias que antecederam o dia das mães, eu quase não vivi, de tanto que trabalhei. Todos os clientes da produtora fizeram uma campanha especial para o dia das mães, foi uma verdadeira correria, eram muitas produções, e pouco pessoal, até contratamos alguns temporários.
Agora para o dia dos pais, bem, pra não dizer que não houve nada, teve um cliente que fez uma pequena nota de vídeo para ser transmitida em homenagem a todos os pais do Brasil, acho que meu patrão nem cobrou pelo serviço, de tão curto que o vídeo foi e de tão simples que foi o serviço.
“- Ah Gil, mas é que tem todo aquele simbolismo que envolve a gestação, a mãe é quem amamenta, cuida, é um símbolo universal de amor.”
Não estou dizendo o contrário, eu mesmo fui criado praticamente apenas pela minha mãe, e até hoje minha relação com meu pai não é uma maravilha, mas será que se fizessem uma pesquisa entre as crianças, os pais não seriam mais valorizados?
Por exemplo, o pouco que convivi com meu pai, me lembro muito bem, que era ele quem me deixava ficar na rua até mais tarde, ele que me dava dinheiro quando eu saía com alguma gatinha, entre outras coisas, que deixavam minha mãe furiosa!
Pai, o cara das frases “Pede pra sua mãe, se ela deixar, tudo bem!”, “Não conta pra sua mãe, esse é o nosso segredo!” e “Deixa o menino, ele tá na idade de aprontar!”.
Pai, o cara que mima as filhas e dá liberdade aos filhos, que fazem meninas se sentirem princesas e moleques se sentirem homenzinhos.
Pai, o cara que deixa as crianças comerem aquelas besteiras gostosas que as mães nunca deixam, e que ainda come junto com elas, assistindo desenhos.
Pai, aquele que recebe o certificado Internacional de babão apaixonado quando o médico diz “Parabéns Papai”, no corredor do hospital.
Pai, aquele que não nos carregou no útero, mas nos carregou nos testículos.
Pai, aquele que carrega no ombro, que joga pro alto, que diz “não deixa sua mãe ver isso”, e que se transforma em criança pra brincar com você e te fazer se sentir o mais confortável possível…
Pai, o cara que dá o dinheiro para o filho comprar o presente do dia das mães, e na maioria das vezes, pra comprar o próprio presente do dia dos pais, e ainda assim ele adora de coração os presentes.
Pai, o cara que trabalha contando as horas pra chegar em casa e ver suas crianças correndo em sua direção.
Pai, amigo, exemplo, protetor e herói!

Feliz dia dos pais a todos os pais que estão lendo esse artigo, vocês merecem!

Gill Nascimento