Uma força sobrenatural desconhecida…

Eu, geralmente, sou uma pessoa muito cética, mas abro mão desse ceticismo em algumas ocasiões, porque existem situações nas quais a explicação mais cabível, é a atuação de alguma força sobrenatural desconhecida, dentre essas ocasiões, uma em especial se destaca, e muitos de vocês irão se identificar, que é quando perdemos algo dentro de casa.
Isso acontece muito comigo, e recentemente descobri que essa força sobrenatural desconhecida, vai muito além do que eu pensava.
Lembro que assisti uma certa vez um filme japonês de terror, que o nome me fugiu da memória no momento, no qual o espírito de uma japonesa ficava de cavalinho nos ombros do protagonista, e ia onde ele fosse.
Bem, desconfio que essa força sobrenatural que atua dentro de casa quando a gente perde algo, também faça o mesmo que o espírito da japonesa do filme, pois descobri que sou muito capaz de perder as coisas dentro de um quarto de hotel também. Com a mesma efetividade.
O mais engraçado nessas situações é que, quando a gente vai pegar algo e descobre que sumiu, de início vamos diretamente ao lugar onde pensamos ter deixado, nunca aconteceu, por exemplo, de eu lembrar da necessidade de algum objeto, não saber onde ele se encontrava, e ele ter sumido, mesmo não sabendo a localização, sempre acabo encontrando rapidamente.
Acho que essa força sobrenatural não vê graça em esconder algo que eu já não sei onde está.
Nessas horas sinto saudade de morar com a minha mãe, que sempre levava a culpa, devido sua mania de arrumação, agora que moro sozinho, ainda falo, ou melhor, grito, em meio à palavrões, que se eu descobrir quem pegou o objeto meu que sumiu, essa pessoa imaginária vai se ver comigo, até porquê, nunca é culpa nossa quando algo some.
Outra curiosidade dessas ocasiões, é que só acontecem quando você recentemente organizou o ambiente em que vive, deixando parecer que é bem mais fácil se viver no meio da bagunça, e o pior, te fazendo bagunçar tudo novamente, porque depois de abrir a terceira gaveta sem encontrar o que procura, não há calma que fique para nos ajudar, e então começamos a jogar as coisas de lado e pro alto enquanto procuramos.
Essa parte de só acontecer quando a casa foi arrumada, pode até ser compreensível, eu pago uma diarista pra dar um jeito na minha casa duas vezes por semana, e ela já sabe que não deve tirar pequenos objetos dos lugares, coisas essenciais como chaves, óculos, e outros objetos que geralmente usamos com mais frequência e acabamos sempre deixando sobre a superfície do primeiro móvel da casa com o qual nos deparamos. Porém, minha mãe vai de vez em quando na minha humilde residência e acha que seu toque mágico é necessário na arrumação, e então tudo some.
Mas ainda assim, as coisas desaparecem mesmo quando não há a interferência de ninguém, até mesmo a minha, então esses fatos não explicam nada. Um bom exemplo, e até comum, é quando você chega em casa só pra buscar alguma coisa e precisa sair novamente, deixa a chave do carro em cima de uma mesa, vai pegar o objeto em algum outro cômodo, e quando volta a chave não está mais lá, mesmo você estando sozinho e tendo certeza de que a deixou exatamente ali, onde a sua mão automaticamente foi, pensando que iria encontrá-la.
Eu estou hospedado num quarto de hotel que possui de móveis, uma cômoda, um criado mudo, uma cama, um frigobar, um closet, um armário no banheiro, e nada mais, e ainda assim em um mês, já consegui perder algo dentro dele, tendo quase todos os detalhes que citei acima, mais ou menos umas cinco vezes. Deu até vontade de perguntar na recepção, se por acaso, minha mãe teria vindo me visitar enquanto eu estava fora
Agora o fator chave, que explica quase que completamente, essa minha tese sobre a existência de uma força sobrenatural desconhecida, é que depois de você ter aberto todas as gavetas possíveis, jogago metade das suas coisas pro alto, arrastado os móveis, decepcionado Deus devido a quantidade de palavrões pronunciados, e com um sentimento de derrota, desistido de encontrar o que procurava, você acaba encontrando exatamente no lugar onde tinha certeza que tinha deixado, e que por acaso foi o primeiro lugar onde você procurou.

 

 

 

Gill Nascimento

Anúncios

Tag “Você é uma Pessoa Organizada”

image

Olá pessoal! Tudo bem com vocês?
Hoje é dia de Tag.
Dessa vez fui convidado pela linda Fabiana do Blog Mude e Faça, para participar da Tag “Você é uma Pessoa Organizada?”.
Já disse aqui várias vezes que adoro Tags, e adoro de verdade, mesmo quando as perguntas são sobre algo meu que deixa à desejar, nesse caso a organização.
Meus horários são uma bagunça, assim como minha vida e minha agenda. Mas vamos lá, ninguém é perfeito.
É bem simples, respondo 10 perguntinhas, indico 10 Blogs, menciono e aviso.
Espero que gostem das respostas!

_______________________________________________

PERGUNTAS

1 – Você planeja sua semana, se planeja, como?

Eu não planejo nada, meus horários de trabalho são completamente loucos, sempre que marco um compromisso temo em acabar tendo que cancelar em cima da hora.

2 – Costuma usar agenda ou planner?

Uso agenda eletrônica.

3 – Quando precisa de algo rápido em casa, costuma achar com facilidade?

Sempre acho, minha bagunça é organizada.

4 – O que você tem em cima do seu criado mudo?

Abajur e um livro.

5 – O que você costuma carregar na bolsa ou mochila?

Além de documentos e papéis do trabalho, sempre tem um notebook e um monte de pen drives. E alguns equipamentos de trabalho.

6 – Sua família te acha uma pessoa organizada?

Nem sequer um pouco. Só Eu me encontro e entendo minha bagunça.

7 – Quando tira uma roupa, costuma deixá-la onde?

No sexto de roupa suja, essa parte faço do jeito como manda o figurino.

8 – Costuma planejar seus dias de folga?

Sim, muito, dias antes.

9 – Costuma criar checklist? Para que?

Algumas vezes, depende da quantidade de trabalho que tenho, e principalmente quando viajo à trabalho.

10 – Qual sua maior dificuldade em se organizar?

Como disse, meus horários são bagunçados, posso trabalhar apenas duas horas num dia ou ficar 30 horas direto trabalhando, difícil se organizar desse jeito.

_______________________________________________

Blogs Indicados

Laris do Blog Elenco Feminino
Caroline Gurgel do Blog Histórias de Papel
Camila do Blog Camila Zaions
Robson Joaquim do Blog do Reportter
Vileite do Blog Espaço de Virgínia
Ana Karollayne do Blog Mundo em Páginas
Carol Resende do Blog Diário de Carola
Gustavo do Blog Gustavo Roubert
Júnia Michelle do Blog E aí, concorda?
Natália do Blog Only Secret Dreams