Vem com tudo 2016!

image

Mais um ano se acabou, enfim 2016 chegou, e a pergunta que fica é: E daí?
O que me importa se mais um ano chegou, se todas as expectativas que ele trás, e tudo aquilo que eu espero dele, só acontecerá se eu suar minha camisa, e correr atrás?
Todos os anos são iguais, a única diferença entre eles são os números que os representam, e o número de trabalho que teremos para que um seja melhor que o anterior.
Um amigo me perguntou quais as metas que eu tinha para esse novo ano, e eu respondi com apenas uma palavra: SOBREVIVER.
Eu até esperaria algo mais desse novo ano. Mas de um jeito ou de outro terei que trabalhar, talvez ainda mais, ainda terei contas para pagar, talvez ainda mais, ainda terei do que reclamar, e pelo andar da carruagem, com certeza mais. Então para quê falsas expectativas, não é mesmo?
Novos anos trazem muitas vontades de mudar, de progredir, de melhorar, de evoluir, mas as atitudes a gente continua precisando buscar dentro de nós. E isso as vezes dá uma baita de uma preguiça.
Aí tem gente que fala que sou muito pessimista. Mas eu nunca neguei isso, eu sou mesmo, mas esse é um caso de realismo mesmo. A realidade anda tão dura que, o realismo tem sido confundido e, às vezes, substituído pelo pessimismo. E um faz muito bem o papel do outro, sem que diferenças sejam notadas.
Mas como todo humano normal, dentro de sua média de loucura aceitável, também tenho minhas expectativas e metas para esse novo ano. Só abaixei um pouco o padrão, comparado aos começos de ano anteriores.
Lembro que para 2015 eu esperava uma promoção no trabalho, e ela até veio, mas para esse ano se eu conseguir manter meu emprego já está de bom tamanho.
Também esperava que no ano passado eu tivesse muita paz, felicidade e amor. Nesse ano se não me encherem o saco, não me deixarem triste e tiver sempre uma garrafa de bebida ao alcance das mãos, vou ficar numa boa.
E pra 2014, eu queria muito comemorar um título mundial com a seleção brasileira, e em casa ainda. Agora? Bem, agora só espero que a vergonha nas Olimpíadas, não seja tão grande quanto a daquele ano na Copa. Acho que vou fingir que também sou turista, quando os jogos começarem.
Já teve ano em que tive a meta de comprar um carro novo e reformar o apartamento. Nesse se eu conseguir pagar o IPVA, comprar gasolina, e pagar as contas de casa, já vou conseguir ficar feliz.
Não sei se é a idade que aumenta e com isso os padrões abaixam, ou se na verdade é só comigo, mas que essa realidade pessimista está complicada, isso está.
Além daquilo que desejamos para nós num novo ano, tem aquilo que sempre esperamos que aconteça coletivamente  também, como a melhora do país num todo e para todos.
Se o país melhorar, ótimo, possivelmente meus padrões aumentarão antes que o ano termine. Caso o país continue essa merda, continuarei tendo em quem colocar a culpa das minhas desventuras.
Só espero que o pessoal de Brasília não se irrite muito com isso!
Vem com tudo 2016, eu estou preparado!

_

Gill Nascimento

Anúncios

O que o futuro nos reserva…

image

Vou começar esse artigo com um conselho sincero pra vocês: nunca comecem o dia pensando no futuro, deixem isso pra depois que tudo estiver a pior merda, quando nada puder piorar a situação, porque antes de tudo isso, você se meter numa batalha mental é pura idiotice.
E falo isso sendo que no meu caso, nem pensei no meu futuro, e sim em como as coisas podem virem a ser no futuro numa visão geral, imagine para a maioria que fica pensando no futuro numa visão pessoal, aí é de ferrar com a paz psicológica. Está mais que provado que sou um eterno e irremediável pessimista, então imagino que vocês imaginam como eu imaginei que será o futuro, não é mesmo?
Vamos fingir que alguém foi ao futuro e voltou com algumas das principais novidades e eu consegui em primeira mão…
Imaginem que a medicina estará tão avançada daqui 30 anos que, uma pessoa só morrerá se não tiver dinheiro pra se manter viva, aí vocês pensam, “que ótimo”, será ótimo mesmo, ver pessoas honestas e de bem perdurarem por vários anos, mas e os políticos? E os criminosos? Essas pessoas também se eternizarão, e do jeito que o Brasil dá sorte na política, o milagre da medicina que salvará tantas vidas será descoberto justamente quando os médicos estarão pensando em desligar os aparelhos do pior político possível.
Imaginem o cenário esportivo mundial, hoje já existe tanta tecnologia facilitando a vida dos atletas, daqui 30 anos qualquer um poderá ser atleta, e o pior, todos terão tempo de sobra pra fazer o que não deve, jogadores de futebol, por exemplo, não terão mais concentração, o que surgirá de “Adrianos” não vai ser fácil de lidar. Atleta que pensar em treinar, será alvo de bullying dos colegas, ao invés de treinos eles irão pra gandaia, encher a cara, atirar na periguete dentro do carro, colocar a culpa no segurança que era pra estar com a arma no coldre, mas não estava, ou então podem ir para um sítio, passar o fim de semana com a amante e depois matá-la e dar para os cachorros comerem. Imaginem, se hoje que existe concentração, treinos e os atletas não tem muito tempo pra se divertir essas coisas já acontecem, imaginem daqui 30 anos. Vai virar moda.
Com certeza daqui 30 anos será inevitável o surgimento da tão temida moeda universal, na verdade moeda será um modo de dizer, porque em espécie ela não existirá, bastará você colar sua digital em algum leitor biométrico e pronto, acesso fácil aos créditos que seu status social lhe permitir. Aí eu pergunto: “e como sobreviverão os ladrões?”; só eu aqui temo a possibilidade de no futuro todos nós corrermos o risco de perder nossos dedos para os assaltantes, ou até mesmo nossos olhos (vai que dêem preferência aos leitores de retina)?
Lembro de um filme que assisti uma vez com o Sylvester Stallone chamado ‘O Demolidor’, nesse filme sexo era feito de maneira virtual, porque para evitar doenças se evitava o contato físico, tive pesadelos durante semanas com essa possibilidade. Aí você junta o fato de poder viver muito tempo graças à medicina avançada com o fato de os políticos viverem muito tempo também, chego à conclusão que, o futuro da terra é o inferno, enquanto eu vou correr o risco de não poder transar, os políticos continuarão me fodendo sem cerimônia.
E a estética? Se o que os filmes futurísticos transmitem hoje, vier a se tornar realidade no futuro, ferrou, como sentir tesão com mulheres usando maquiagens no melhor e mais moderno estilo Patati e Patatá? Não dá, ao menos pra mim não, sou e sempre serei um defensor da naturalidade. Imaginem só, daqui 30 anos a matéria de destaque no Programa TV Fama: ‘Angela Bismarchi faz sua 1502° intervenção cirúrgica, dessa vez ela adicionou 150 ml de silicone em seu terceiro seio, e marca almoço pra comemorar, com Geisy Arruda que pela 102548792° vez reconstruiu seu hímen!’.
Um futuro como esse me assusta desde já.
Mas é claro que algumas coisas que o futuro nos promete chegam até a me animar, como, por exemplo, o fato de que, profissões como a advocacia pode vir a se extinguir, já que a tecnologia monitorará cada passo do ser humano, câmeras de vigilância, chips instalados em nosso corpo, entre outras coisas, nos denunciarão, condenarão ou absolverão. Imagine, você pode ser salvo de ir preso por causa de uma diarréia. No julgamento o juiz te pergunta se você tem algum álibi e você simplesmente responde: ‘sim, tenho, estava cagando na hora mencionada como a do crime, se duvida é só conferir o relatório de usuários do papel higiênico do banheiro público no dia em questão!’; seria trágica se não fosse tão engraçada essa possibilidade.
A verdade é que, desde já, vou começar a pedir perdão pelos meus pecados, porque dependendo do que o futuro me reserve, eu abro mão da possibilidade de prolongar por séculos a minha vida, prefiro o sossego do desconhecido.

_

Gill Nascimento

Carta de um Suicida

image

E aí Mundão tudo bem contigo cara?
Por que eu vou falar, comigo não tá nada bem. Meu brother, Mundão, por que você foi deixar tanta gente tranqueira te usar como moradia cara? Você está perdendo o conceito comigo hein! Meus credores, por exemplo, que galerinha do mal viu, meus sogros também, vou te dizer, nunca vi tanto prazer em infernizar a vida dos outros, no caso a minha apenas, mas tá beleza.
Na verdade não estou aqui escrevendo pra você, Mundão, pra reclamar de nada não viu? Até porque já é tarde demais, eu desisti entende, pendurei as chuteiras, cancelei o jogo, ponto final. Tô te escrevendo pelo seguinte motivo: eu já te considerei meu melhor amigo, Mundão, você sabe disso, por isso deixo em suas mãos a missão de explicar a quem interessar saber, o motivo do meu suicídio, não aguento mais cara, eu não tenho a paciência de Jó (se não errei o personagem né) não viu? Na verdade a falta de paciência é o meu pior defeito e você sabe disso, tenho vários motivos para puxar minha tomada assim de repente, por isso vou dizê-los a você, me desculpe antecipadamente, mas alguns vão soar como reclamação viu?

Motivo 1

Cara eu não aguento mais tanta solidão, tudo isso por que a dona da pensão lá em casa não me aguenta mais, vou te falar, se eu soubesse que ia perder o jeito com as mulheres quando me casasse, não teria me casado, na verdade acho que estou é traumatizado, foi muito difícil descobrir a verdadeira personalidade da minha mulher, sem falar que se ela ficar igual a mãe eu to ferrado.

Motivo 2

Mundão, todo mundo me bloqueou no Whatsapp, não consigo conversar com ninguém nas horas de solidão, até meu fake no Facebook está sofrendo também, mas o culpado foi ele, eu aconselhei ele a não me imitar, ganha de graça minhas vantagens e leva de brinde os meus problemas, ele não me escutou.

Motivo 3

Meu brother tu tá precisando tomar um bom banho, tem umas áreas suas que fica aqui mesmo perto de casa, que fedem pra caramba, eu sempre suportei e você sabe, tu é meu brother, mas dessa vez não dá não viu, tá fedendo demais, e aproveita e vê se para de fumar também, poxa, faz umas três semanas que eu não vejo a amiga lua.

Beleza, deixa pra lá os motivos. Desde quando é preciso ter motivo pra morrer? Mas não posso deixar de te fazer uma pergunta, e essa eu vou precisar de resposta urgente, me responde aí cara, o inferno fica em você mesmo? Porque se for, ferrou, eu já to morto e não sabia, porque pior que isso aqui não existe, ou então o inferno é o paraíso, pelo menos o céu eu sei onde fica o nome mesmo diz né? Não fica em você, a não ser que seja na aba do seu chapéu.
Um dia desses liguei para um amigo, o cara tava na maior deprê, pra consolá-lo contei alguns dos meus problemas, no outro dia ele deu uma festa, porque viu que não tinha motivos para ficar triste, por maior que fossem os problemas dele, não seriam maiores que os meus.
Voltando ao assunto, preciso saber se o inferno fica em você e se o céu fica na aba do seu chapéu, porque caso a resposta seja sim, prefiro ficar vivo e tentar ir para outro planeta, mas não esquenta não viu? O problema não é com você, o problema é com esses seus hóspedes folgados, cara eles estão te deixando mal falado, abre teu olho, toma cuidado.
Quer saber, acho que vou deixar quieto essa idéia da me suicidar, você tem muito mais motivos do que eu, se quiser eu te empresto a minha corda e minha pedra, e se preferir ainda te dou um empurrão, ninguém merece ter tantos problemas e ainda ter falta de coragem de se jogar no fundo do rio.

Abraço, Mundão meu brother!

Gill Nascimento